FanFictions Wonderland

Gostas de escrever e/ou ler FanFics? Então junta-te a nós e entra neste mundo de Kpop, Jmusic e fantasia ^-^
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Vários Kpop] Playing With Fire

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
PonHyunMin
Administradora
avatar

Mensagens : 954
Data de inscrição : 22/06/2010
Idade : 25
Localização : Paradise ^-^

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Dom Nov 21, 2010 12:12 am

OMO, eu deliro tanto com isto~ *-*
Opá, a Kim é tão bossy a conduzir aquele carro Cool
Agora vai beber um copo com o Min Woo...já estou mesmo a ver como vai acabar... *assobia*
Aish! A Pon estava mesmo chateada...e o Doojoon é que vai servir de anti-stress *me likes*
Olha o Kyu a comprar um vestido para a Min...mas que bem xD Eu também gostei do vestido ^^
Opá...tadinho do Hae! Eu desconfiei logo...
Tudo bem que a Miya gosta do Eun, mas eu estou com a Kim, ela devia seguir em frente...

Estou a gostar tanto disto! Quero a continuação! *-*
Continua unnie ^^

_________________

Out of all these people, I chose you.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfic-wonderland.forumeiros.com
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Dom Nov 21, 2010 3:03 pm

Isto esta cada vez melhor . ..
Epa saltou-lhe mesmo a tampa à Pon , nada melhor que um Doojoon para acalmar , mas o que o Kyu fez não se faz
Agora o Kyu já compra prendinhas e tudo , o coração derreteu-lhe
A Kim dá uma abebia a todos , è assim mesmo
Hihihihi Miya já vais ouvir , fica com os dois Wink *apanha*

Continua sim ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Nov 26, 2010 12:02 am

Hey ^^
Sorry sorry, eu queria ter vindo postar mais cedo, como disse à maknae que postava segunda ou terça, mas esta semana foi, está e vai continuar a ser de loucos! Neutral *manda tudo ao ar e foge para longe*
Once again, muito obrigado pelos vossos comentários super cutes *aperta todas*

Ah! E não se iludam com a fofura do Kyu para a Mintae... ele não presta e pronto *apanha do Kyu* XD


8.

Passavam poucos minutos das 22 horas quando a campainha da mansão tocou. Quase com certeza de quem era, Doojoon foi o próprio abrir a porta.

- Hey Sica. – Cumprimentou a rapariga com dois beijinhos.

- Olá Doojoon. Bom voltar a ver-te. – Ela sorriu.

- Tu também… estás cada vez melhor… mais bonita!

- Obrigada Joon. Tu também estás bem. – Ela sorriu, mordendo o lábio. – E continuas um fofo.

- Entra. O Kyuhyun está à tua espera no escritório. Ainda sabes onde é?

- Sei. – A loira afastou-se em direcção à divisão onde Kyuhyun a esperava.

Bateu duas vezes e entrou.

- É seguro? Não me vais dar um tiro, espetar uma espada ou algo do género? – Perguntou divertida.

- Claro que não. Estou desarmado. – Ele levantou os braços. – Obrigada por teres vindo.

- É sempre agradável rever velhos… amigos. E tu sabes que eu não perco uma oportunidade de negócio.

- És como eu…

- Por falar nisso… como é que vão os teus negócios? – Jessica sentou-se no sofá enquanto Kyuhyun preparava dois copos de whisky.
~~

Mintae estava farta de estar no quarto. Tinha passado ali o dia todo e já não lhe doía nada. Saiu do quarto, os corredores da casa estavam desertos. Mas Kyuhyun deveria estar no escritório. Apressou-se até lá.

Quando estava já perto da porta, ouviu uns sons que a deixaram indignada. Barulhos vindos de dentro da sala do mais velho. A porta estava somente encostada. Ouviu um gemido de uma rapariga.

- OMO ~ - Sussurrou baixinho. – Será que a Pon e o Joon…

Não terminou a frase. Quando espreitou lá para dentro viu uma rapariga loira encostada à parede, com as pernas entrelaçadas na cintura de um rapaz.

- Kyu…? – Mintae não queria acreditar que estava perante aquela cena. Sentiu os olhos arderem e uma raiva crescente subir-lhe pelo peito.

- Oh Kyu… tinha tantas saudades tuas… - A rapariga loira disse entre gemidos.

- Não podemos ficar tanto tempo sem nos encontrarmos… - Ele disse a seguir.

Mintae afastou-se da porta com cuidado para não fazer barulho. Cerrou os punhos e inspirou com força. Começou a correr pelo corredor. Quando chegou à sala, quase esbarrou em Pon.

- OMO unnie-ah! O que é que se passa? – A maknae perguntou ao ver a expressão da mais velha.

- Eu odeio o Kyuhyun! – Ela bateu com o punho num quadro ali exposto, fazendo o mesmo cair ao chão e partir-se.

- Mas o que é que foi? Ele deu-te outro sermão?

- Não!

- Então o que foi?

- Ele está no escritório a foder uma gaja qualquer!

- A sério? – Doojoon perguntou interessado. Pon bateu-lhe no braço. – Auu!

- Aish! - Mintae atirou a jarra das flores para o chão também e apressou-se a sair porta fora.

- Isto não é nada bom… - Pon suspirou.

- Mas porque é que ela ficou assim por o Kyuhyun estar com a Sica? Eles também andam enrolados?

- Não sei… só sei que a Min gosta mesmo do Kyu.

- Então está tudo lixado. Ela passou-se.

- Espero que ela não se meta em sarilhos desta vez… E se o Kyu perguntar, o que é que nós dizemos? – Pon perguntou a Doojoon.

- Não faço ideia… merda!

~~

Mintae entrou no New Villa, bar que frequentava sempre que estava irritada ou queria aliviar o stress. Sentou-se ao balcão.

- Olá. – O rapaz atrás do balcão cumprimentou-a. – O que vai ser?

- Tequilla. Bem forte.

O rapaz encheu um copo e estendeu à morena.

- Odeio-te Cho Kyuhyun! – Ela fitou o copo com raiva antes de beber o seu conteúdo de uma só vez.

- Outro? – O mesmo rapaz perguntou, vendo-a beber o primeiro com rapidez.

Mintae estendeu-lhe o copo para ser enchido novamente.

Bebeu todo o líquido do segundo com a mesma rapidez do primeiro.

- Outro! – Pediu, batendo com o vidro no balcão.

O empregado sorriu e encheu-lhe novamente o copo.

- Min? – Ouviu o seu nome ser chamado e virou-se para trás, fitando a morena.

- Miya? O que é que estás aqui a fazer? – Admirou-se.

- Precisava de descontrair… - A mais velha sentou-se a lado de Mintae. – E tu?

- Preciso de descarregar a raiva que sinto do Kyuhyun…

- Porquê? O que é que ele fez?

Mintae bebeu o conteúdo do copo antes de encarar novamente Miya.

- Fez-me gostar dele…

~~

- Não sei porque é que quiseste trazer-me até aqui. Não estou com a menor vontade de andar por aí a dançar… ou até mesmo beber. – O mais alto reclamou enquanto se sentava numa mesa com o colega.

- Precisas de te distrair. Andas stressado demais. – O loiro disse, levantando o braço para chamar uma empregada.

- Boa noite. – A jovem cumprimentou quando chegou perto dos dois.

- Começamos com cerveja? – Nichkhun perguntou ao moreno que assentiu.

- Boa noite. – Virou-se para a rapariga. – Duas cervejas.

- É para já. – Ela sorriu e afastou-se.

- Eu vou à casa de banho, volto já. – O loiro levantou-se e saiu da mesa.

Taecyeon limitou-se a observar a pista de dança, onde as pessoas dançavam animadas em grande interesse. Porém um episódio fê-lo levantar-se e aproximar-se de um homem, que insistentemente aborrecia uma jovem.

- Hey! – Chamou perto dos ouvidos do homem, que se assustou e virou-se para encará-lo. – Se fosse eu a si deixava a rapariga em paz! – Disse com tom de ordem.

- Meta-se na sua vida! – O homem olhou-o com desprezo e voltou-se novamente para a rapariga.

Taecyeon pousou a sua mão forte por cima do ombro dele.

- Desapareça daqui já! Ou vamos ter chatices! – O polícia levou a outra mão ao bolso do casaco e de lá tirou o distintivo que o identificava.

O homem acobardou-se e saiu dali rapidamente.

- Obrigada. – A jovem agradeceu sinceramente, curvando-se.

- De nada. Divirta-se. – Taecyeon sorriu e voltou para a mesa.

- Então Taec, não tiveste sorte? – Khun perguntou com ar de gozo. Só tinha visto a última parte da cena.

- Só fui ajudar a rapariga, andava um parvo a chateá-la. – Taecyeon deu o primeiro gole na cerveja que tinha chegado entretanto.

- É gira. – O loiro comentou enquanto observava a rapariga a dançar. – Podias ter aproveitado.

- Poupa-me… - Taecyeon rolou os olhos.

~~

Mintae já tinha perdido a conta dos copos que já tinha bebido. Sentia-se tonta e tinha os movimentos descoordenados. Embora lhe apetecesse perder o resto da consciência que tinha, era arriscado demais fazer isso… Mas as imagens de Kyuhyun com a rapariga não deixavam de incomodar.

Também já estava farta de estar no meio da pista de dança. Nem lhe apetecia dançar. Resolveu ir à casa de banho passar uma água fria pelo rosto.

No estreito corredor fracamente iluminado cruzou-se com um homem que saía da casa de banho masculina. Não gostou do olhar que ele lhe lançou.

~~

A sala estava quase às escuras. Apenas o grande ecrã da televisão lançava alguns focos de luz na direcção do casal que estava no sofá.

Doojoon estava sentado e olhava atentamente para as imagens enquanto acariciava o cabelo de Pon, que usava as pernas do rapaz como almofada. A maknae já tinha adormecido entretanto.

De repente as luzes acenderam-se e Kyuhyun, acompanhado por Jessica apareceram na divisão.

- Doojoon, eu vou sair com a Jessica… tratar de negócios. – O mais velho informou, lançando um olhar torto ao ver a maknae deitada sobre as pernas dele.

- Ok. – Ele simplesmente respondeu. – Apaga as luzes quando saíres.

Kyuhyun estranhou o desinteresse do amigo, mas pegou na mão da loira e saíram.

Doojoon olhou para Pon, que continuava a dormir, e sorriu.

~~

- Então, ganhaste coragem para ir ter com ela? – Khun perguntou entusiasmado ao ver o colega levantar-se.

- Pára de ser parvo. Eu vou à casa de banho. – O moreno afastou-se.

Quando estava quase a entrar na casa de banho masculina, um grito vindo do lado deteve-o.

- Hey! O que é que está a fazer aqui? Isto não é a casa de banho dos homens! AHHHH! Afaste-se de mim!

Taecyeon ouviu alguém dizer. Resolveu aproximar-se da porta do lado. Estava apenas encostada.

- Largue-me! Nojento!

Ao ouvir novamente a voz da rapariga, não pensou duas vezes antes de entrar.

Viu o homem que anteriormente estava a incomodar a rapariga na pista de dança a tentar agarrar outra rapariga.

Sentiu o sangue ferver-lhe nas veias. Puxou o homem com força, afastando-o de perto da rapariga morena e fez o seu punho embater violentamente contra o queixo dele. O homem foi ao chão e o polícia aproximou-se da rapariga, que tinha caído no chão.

- Estás bem? – Perguntou.

Quando a rapariga levantou a cabeça, os dois automaticamente se reconheceram.

O homem que estava no chão, conseguiu levantar-se com esforço e apressou-se a correr dali para fora antes de ser novamente agredido ou preso pelo polícia. Taecyeon nem deu pela fuga dele.

- Mintae?

- Tu és o rapaz do acidente…

- Estás bem? Aquele parvalhão magoou-te? - Taecyeon abaixou-se e ajudou-a a levantar-se.

- Não. Está tudo bem. – Ela ajeitou o cabelo e notou que lhe faltava um dos brincos. Começou a olhar para o chão à procura. – Perdi um brinco…

Taecyeon ajudou-a a procurar. Acabou por encontrar o pequeno objecto debaixo de um dos lavatórios. Pegou nele e entregou-o à rapariga.

- Obrigada. – Ela guardou o pequeno objecto na mão.

Depois de algum tempo num silêncio constrangedor, Taecyeon finalmente resolveu manifestar-se.

- Já estás bem? Tiveste alta tão cedo… e… desapareceste assim…

- Não te preocupes, já não me dói nada. – Sorriu. – Eu… não gosto de hospitais, o meu amigo conhecia o médico e pediu-lhe para eu ir descansar em casa…

- Ah… ok. Eu perguntei à enfermeira, mas ela não me soube dizer nada…

- Pois… - A rapariga não sabia o que havia de dizer mais. Sentia-se ligeiramente desconfortável na presença daquele rapaz. Sentia-se perdida quando aqueles dois olhos a fitavam com intensidade. E não sabia o que fazer quando ele estava a tão escassos centímetros dela. Seriam ainda efeitos do álcool?

Mintae sentiu o seu equilíbrio desaparecer-lhe. Se não fossem os braços fortes dele, com certeza que tinha caído ao chão.

- O que é que se passa? – Ele voltou a olhá-la com aquela expressão de preocupação.

- Eu… não devia ter bebido… - Tentou recompor-se.

Taecyeon foi afastando os seus braços dela com cuidado, não fosse a mesma vacilar novamente.

- Queres que eu te leve a casa? – Ofereceu.

- N-não… obrigada… eu consigo…

- Eu não te vou deixar conduzir! – Ele disse mais alto. – Foi por causa de uns copos a mais que eu te bati… E aprendi com o erro.
Mintae ficou calada.

- Não queres mais acidentes, pois não?

Ela abanou a cabeça.

- Então eu levo-te a casa.

~~

Miya olhou ao relógio. Estranhou o facto da amiga estar a demorar tanto tempo. Será que tinha acontecido alguma coisa. Levantou-se e começou a andar pela multidão.

A música estava animada, por isso mesmo as pessoas dançavam alegremente. Miya deslocava-se no meio delas com alguma dificuldade.

Olhou para ambos os lados, na esperança de encontrar Mintae em algum lado. De repente sentiu alguém o impacto de um corpo forte vir contra o seu.

- Aish! Desculpe!

Miya virou-se e reconheceu o loiro. Ele também se lembrou dela e do encontrão no hospital.

- É impressionante como, por causa do Taec, eu vou sempre contra ti. – Desabafou. – Magoei-te?

- Não… tudo bem. – A rapariga sorriu.

- Já agora… por acaso não viste um rapaz alto, moreno e forte por aí? – Perguntou.

- Hum… não. E tu, não viste uma rapariga morena, cabelo comprido, mais um menos da minha altura? Ela tem umas calças pretas e uma blusa cinzenta…

- Desculpa, mas não a vi.

- Oh…

O movimento das pessoas a dançar fez os dois se aproximarem cada vez mais. Um homem empurrou Miya, fazendo-a ficar colada a Nichkhun.

- Desculpa. – As bochechas de Miya arderam quando ela sentiu os músculos do rapaz encostados ao seu corpo.

- É melhor sairmos daqui… aceitas uma bebida… como compensação de ter ido contra ti outra vez?

- Mais uma… eu já bebi tanto hoje… - Novamente a morena se sentiu empurrada contra o corpo do loiro. – Eu aceito sim.

Nichkhun sorriu e, subitamente, pegou na mão dela e começou a abrir caminho entre a multidão.

(continua...)

Nee, sorry por esta mega dose de Mintae mas como ela não apareceu no capítulo anterior, teve de ser agora...
E como isto segue tudo uma lógica do dia, e as cenas são grandes, eu não consigo abordar as histórias das personagens todas no mesmo capítulo...
E como a Kim perguntou... Aqui estão o Taec e o Khun novamente xD E a Mintae já vai deixa de ser santa num futuro próximo xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
shadows_owner
Aprendiz
avatar

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/09/2010
Idade : 34
Localização : Penela, Coimbra

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Nov 26, 2010 3:01 am

Não me importei minimamente! Alias... amei!

Muahah! isto começa a aquecer...
Raios parta o Kyu... FDP! Nunca pensei! -.-' Os homens são mm todos iguais!

Aquele sorriso do Doojoon... O taecyeon ajudar a Mintae... o Khun e a Miya....
OMG! Isto vai mm aquecer...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ahri-mr.livejournal.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Nov 26, 2010 5:51 pm

uhuhuuh quando vi a mintae, a miya e os dois policias no mesmo bar comecei logo aos saltinhos Razz
Claro que tinham de acabar aos parzinhos *-*
Ai aquele doojoon é mesmo cromo xD
E o Kyuhyun é um pornzinho -.- não me chocou muito, já estava à espera de algo assim na verdade xD andavam os dois a ficar demasiado fofis para dar historia e se o kyu se alapasse à min e a min a ele depois nao havia policia ao barulhoo kekeke
ui, a mintae vai deixar de ser santa? Estou curiosa Razz
E algo me diz que a miya tambem.. Cool
Coitado do donghae xD
elas nao prestam meu filho, nao te apaixones puto Razz
Continuaa ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Nov 26, 2010 10:32 pm

Epa autêntico sacana aquele Kyu , ainda por cima nem sabe trancar a porta
Uhuhuhuhu a dormir no colo do Doojoon , às escuras
Pois pois diz que sim Twisted Evil
Huuu Taec anda muito prestavel sim senhora , só esse e o Khun devem-se achar só porque andam com distintivos e armas Cool
Era de morrer a morrer a rir a Mintae e a Miya levarem os policias para casa do Kyu buuahhh

Continua sim ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sab Nov 27, 2010 11:17 pm

OMO!! Por causa da faculdade nem tempo tenho para ler a fic!
Sorry ^^"
Mas amei!Aish os labios do hae !aish a miya da fic tem uma sorte gente aserio quem me dera lo0l!
Oh tive pena da cho Sad
Kyu não devias ter feito isso! Magoar a cho aish não se faz! *bate no kyu*
Ah cho aproveita o Taec!
Ah amei a sugestão da LaLa *agarra o nickhun* Twisted Evil
Adoro a personalidade da kim, assim matreira!
Ah e também concordei com a Lala- é a pon dormir as escuras Twisted Evil
Continua Cho estou completamente viciada! ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Qua Dez 01, 2010 10:59 pm

Nhai *-*
Ainda bem que estão a gostar ^^
Mais um Very Happy

9.

- Nee, é já aqui nesta casa… Podes parar. – Mintae retirou o cinto de segurança enquanto Taecyeon parava junto ao portão de ferro.

A morena virou-se para ele e sorriu.

- Obrigada por me teres trazido. Foi gentil da tua parte…

- Não precisas de agradecer… eu sinto-me em dívida para contigo…

- Esquece isso… foi um acidente… o meu avô nem quis saber dos estragos do carro. – Mintae mentiu novamente.

- Mesmo assim… - Ele insistiu.

- Não te preocupes…

Mintae engoliu em seco quando fitou os olhos dele fixos nos dela. Tentou abrir a porta, mas o rapaz mandou-a esperar. Saiu ele do carro, contornou-o e abriu-lhe a porta.

- Aish! Não é preciso tanta gentileza… eu não estou habituada a estas coisas… - A rapariga esboçou um sorriso enquanto saía.

Porém, assim que os seus olhos foram de encontro a uma das janelas do primeiro andar da casa e lá viu que uma pessoa a observá-la, endureceu a expressão.

Taecyeon recuou, dando-lhe espaço para passar.

- Bem, obrigada mais uma vez. – Ela disse enquanto abria o portão e se preparava para entrar.

- Mintae… – A voz grossa dele fê-la virar-se novamente. – Boa noite.

- Boa noite. – A rapariga curvou-se e fechou o portão, começando a andar em direcção à porta. Procurou a chave extra dentro de um dos vasos que enfeitavam a entrada e com ela destrancou a porta e entrou.

A mesma pessoa que a observava do primeiro andar estava agora cá em baixo, à sua espera, à entrada.

- A usar esta casa para não expores o esconderijo da tua corja maldita? – A mulher de meia idade falou, com a raiva presente na voz. – Já andas a enganar outro otário?

- Mais uma palavra e é desta que eu rebento os seus miolos! – Mintae bateu na porta com força. – Cada vez tenho mais vontade disso… - Aproximou-se determinadamente da madrasta, que recuou.

- O que é que vieste aqui fazer? Não és bem vinda!

- A casa não é sua…

- Pois não… é do teu pai… o pai que tu abandonaste! Que tu humilhaste e não quiseste saber quando ele mais precisou de ti…

A respiração de Mintae intensificou-se.

- Agora já queres saber? Agora que ele está prestes a morrer? Queres a herança? Não te chega o dinheiro que roubas?

- Chega! – A morena pegou num pequeno bibelô que estava ali perto e atirou-o em direcção da mulher. O objecto passou a poucos centímetros da cabeça dela e desfez-se contra a parede.

- Mata! Mata-me já a mim e ao teu pai de uma vez por todas!

- Saia daqui velha nojenta! Agora... antes que eu lhe faça a vontade!

A mulher lançou-lhe mais um olhar de desprezo e subiu as escadas.

Mintae tirou uma faca que guardava no bolso das calças, para qualquer eventualidade, e atirou-a contra uma das portas, ficando o objecto lá cravado. Levou ambas as mãos ao cabelo e deixou-se cair sobre o sofá. Sentia a cabeça prestes a explodir e uma raiva enorme daquela mulher desprezível.

- Eu ainda acabo contigo velha desgraçada… - Ameaçou, cerrando os dentes.

Levantou-se num ápice e retirou a faca da madeira. Voltou a guardá-la e saiu, batendo com a porta.

Do cimo das escadas, o homem doente não conseguiu evitar que duas lágrimas lhe caíssem dos olhos quando viu a rapariga sair furiosa.

~~

- Ahhh! Não, a sério… eu tenho de encontrar a Min. – A rapariga disse entre risos.

- E o que é que isso importa? Eu tenho de encontrar o Taec… - Ele disse e os dois explodiram numa gargalhada.

- Omo~ eu não devia ter bebido tanto… - Miya queixou-se, levando a mão à cabeça.

- Nem eu. – O loiro disse, sem conseguir parar de rir.

- O que é que tem tanta graça? – A rapariga perguntou.

- Não sei. – Nichkhun deu mais um gole da garrafa que tinha na mão.

- Ainda por cima está frio aqui! – Miya roubou-lhe a garrafa e aproveitou-se dela.

- Eu acho que estacionei aqui algures. – Khun olhou à volta do parque de estacionamento. – Mas os carros parecem-me todos iguais! – Queixou-se.

- Mas que merda!

- Achei! É aquele ali! – Apontou.

O loiro tirou a chave do bolso e destrancou a viatura. Miya abriu uma das portas de trás e entrou.

- Anda! Está frio aí! – Ordenou ao rapaz que entrou também e fechou a porta.

- E agora? Nenhum de nós está em condições de conduzir… - Nichkhun ficou sério e olhou Miya.

- Não sei. Esperamos? – Ela propôs.

- E o que fazemos até lá? - O loiro mordeu o lábio e num impulso agarrou Miya.

A rapariga surpreendeu-se com o impulso do polícia, mas como não estava no pleno das suas capacidades, deixou-se levar. As mãos ávidas alcançaram a barra da camisola dele e começaram a puxá-la para cima.

Nichkhun ajudou a libertar-se da camisola. As mãos frias de Miya no seu tórax provocaram-lhe arrepios.

De repente, a rapariga afastou-o.

- O que é que estamos a fazer?

O loiro não respondeu. Limitou-se a morder o pescoço da morena, que ofegou.

- Nichkhun… eu não tenho a certeza disto…

- Esquece, estás bêbada. Eu também. Amanhã ninguém se vai lembrar de nada. – Ele continuou.

- Aish… eu estava mesmo a precisar de extravasar… que se lixe! – A rapariga apressou-se a capturar os lábios de Nichkhun com os seus. As mãos deslizaram sobre os músculos definidos até pararem nos cós das calças.

O loiro desabotoou-lhe a blusa e rapidamente se viu livre do pedaço de tecido.

- Aish… eu não acredito nisto… - Miya voltou a manifestar-se.

- Schh… Relaxa.

~~

Kyuhyun abriu a porta do quarto com cuidado para não fazer barulho e acordar os restantes, era demasiado cedo para os ouvir a reclamar. Esquivou-se pelo corredor até ao quarto de Mintae. Estranhou não a ver ali e a cama estar intacta.

Antes que pudesse começar a pensar onde é que ela poderia estar, um porta chaves surgiu-lhe à frente dos olhos.

Kyuhyun virou-se e viu Mintae.

- O que é isso? – Perguntou.

- As chaves do carro que eu te estava a dever. – Ela deixou cair as chaves sobre a mão dele. – Espero que faças bom proveito! E não te preocupes que eu não faço a menor intenção de lhe tocar.

Ela virou-lhe as costas e preparou-se para sair do quarto, mas Kyuhyun agarrou-lhe o braço.

- O que é que se passa?

- Nada. – Ela respondeu, semicerrando os olhos.

- Eu não gosto desse olhar Cho Mintae! – Ele apertou-lhe mais o braço.

- Eu também não gosto de muita coisa Cho Kyuhyun! – Mintae ripostou, soltando-se da mão dele.

- Onde é que tu foste arranjar um carro?

- Pensa lá um bocadinho! Onde é que se arranjam carros a meio da noite?

- Não estou a gostar do teu tom Mintae!

- Não é para gostares! – A rapariga finalmente saiu do quarto, deixando Kyuhyun um pouco confuso com a sua reacção.

~~

- Merda, merda, merda, merda…! – Miya praguejava baixinho ao entrar em casa.

- Miya? Só agora? – Mintae que descia as escadas viu-a entrar.

- Mintae, onde é que tu te meteste ontem à noite? – A mais velha levantou a voz. - Eu procurei-te e…

- OMONA Miya, fala baixo, por favor… o Kyuhyun pode aparecer por aí! – Pediu.

- Não interessa! Por tua causa, eu fiz um coisa que não devia… e agora? Aish! Merda!

- Minha causa? Então mas agora a culpa de tudo é minha? – A mais nova rolou os olhos.

- Onde é que te meteste Cho Mintae?

- Será que eu te posso contar?

- Vais contar! – Miya lançou-lhe um olhar furioso.

- Ok… - Mintae suspirou. – Eu encontrei aquele rapaz do acidente…

- Quê? – Miya gritou, incrédula. Voltou a lembrar-se de Nichkhun e da aventura no carro. – OMO, só pode ser castigo!

- Mas o que… - Mintae foi interrompida.

- Não te metas com ele, ele é-

Miya também não conseguiu acabar a sua frase, já que Kyuhyun começou a descer as escadas a correr e a gritar por Mintae.

- Mintae, nós vamos conversar agora! – Ordenou.

- Acho que não temos nada para conversar Kyuhyun. O nosso assunto ficou encerrado!

- Quando eu digo que é para vires, tu vens, ouviste? – O rapaz chegou perto dela, completamente irritado e agarrou-lhe no braço com força, fazendo-a levantar. – E não abres a boca que eu estou farto das tuas merdas, fodasse!

Miya ficou ligeiramente chocada ao ver o rapaz arrastar Mintae para o escritório e fechar a porta com um estrondo.

~~

Taecyeon estacionou o carro no sítio habitual perto da entrada do Departamento de Investigação da Polícia de Seul.

Abriu o porta luvas para tirar de lá uns papéis que precisaria de levar para o escritório e, quando ia para fechá-lo novamente, os seus olhos encontraram algo brilhante sobre o tapete, quase debaixo do banco.

O moreno apanhou o pequeno objecto e analisou-o. As batidas do seu coração aumentaram de repente.

- O brinco da Mintae…

Duas pancadas no vidro do carro assustaram-no, fazendo-o deixar o pequeno objecto cair novamente. Nichkhun abriu-lhe a porta do carro.

- Tu nem sabes o que é que me aconteceu ontem à noite!

- Nem tu… - Ele suspirou, saindo do carro.

~~

Pon dormia profundamente quando o toque insistente do telemóvel a fez despertar.

Atendeu sem paciência mas quando ouviu a voz tremida do velho do outro lado, o seu semblante mudou.

- Menina Lee?

- Sim! Sou eu! – Levantou-se num pulo. – Professor Ho Dong, precisa de alguma coisa?

- Sim. Eu acabei a minha avaliação e estive a falar com uns colegas. Será que pode vir aqui?

- Já tomou a sua decisão? – Perguntou impaciente.

- Venha cá para falarmos sobre isso, pode ser?

- Pode…

- Então fico à sua espera.

- Estou aí em meia hora Professor.

- Até lá. – O homem desligou e Pon atirou o aparelho para o meio dos lençóis e correu para a casa de banho.

Arranjou-se em tempo recorde e correu para a garagem. Acelerou a fundo o carro que tinha roubado a Lee Hyomin, não podia deixar o Professor à espera.

~~

Nichkhun e Taecyeon estranharam o grande alvoroço pelos corredores do departamento da polícia. Entraram no escritório do loiro e logo a seguir, o chefe se juntou a eles.

- Bom dia senhores. – O homem mais velho cumprimentou com a cara fechada.

- Bom dia. – Os dois responderam em uníssono.

- O que é que se passou? Porque é que está tanta confusão?

- Ontem à noite, mas um stand de automóveis de luxo foi assaltado. Dois seguranças mortos. Nada de pistas. Mas com base na nossa experiência e investigações, cremos que foi obra daquele grupo que andamos a investigar.

- Mais uma vez! – Taecyeon pousou o molhe de chaves sobre a secretária com estrondo. – Eu tenho de acabar com isto!

- Espero que faça isso senhor Ok! E o mais rápido possível!

- Eu vou dedicar-me totalmente a isso hoje… preciso mesmo de distrair-me com o trabalho. – Nichkhun desabafou.

- Mais uma coisa… - O chefe informou. – Está para breve a exposição das obras de um escultor francês super aclamado. Nós estamos responsáveis pela segurança das esculturas. Por isso comecem a trabalhar nisso também. - O homem pousou uns papéis sobre a secretária perto do polícia moreno. – Certifiquem-se que não desaparece nada, ou então estamos todos lixados! – Disse antes de sair.

- Espero bem que os nossos queridos criminosos se interessem pelas estátuas de… August Rodin. – Taecyeon disse, ao olhar um folheto de publicidade da exposição.

- Como? Estás doido? Queres que eles roubem as estátuas? – Khun estranhou.

- Não. Mas quero que eles tentem. – O mais alto sorriu.

~~

- Vais explicar-me porque é que estás assim? – Kyuhyun pediu enquanto largava o braço de Mintae, já dentro do escritório.

- Eu é que quero saber porque é que te armaste em bruto? – A rapariga pousou a mão sobre o sítio do braço onde Kyuhyun tinha apertado. – Eu arranjei-te o carro, paguei a minha dívida, fim da história.

- Mas estás estranha, fria, o teu tom de voz é agressivo e esse olhar… eu conheço-o bem e não gosto nada quando o fazes… Acordaste de mau humor?

Kyuhyun aproximou-se e estendeu a mão para tocar no rosto da rapariga, mas ela afastou-o rapidamente e ele olhou-a com uma expressão confusa.

- Guarda os teus carinhos falsos para a loira de ontem!

- Ah, está explicado… - Kyuhyun riu. – São tudo ciúmes da Jessica… Não precisas de ter ciúmes… tu és tão melhor do que…

Kyuhyun não acabou a frase pois a mão pesada dela atingiu-o directamente na face direita.

- Eu não gosto de comparações Kyuhyun.

- Tu não brinques comigo Mintae… - O rapaz deu mais um passo em frente, voltando a aproximar-se dela.

- A nossa brincadeira acaba aqui.

A rapariga contornou Kyuhyun e saiu porta fora. Ele acariciou o rosto magoado e sorriu maldosamente.

~~

TOP bateu de leve na porta do gabinete de Min Woo e esperou que este o mandasse entrar.

- Preciso que me assines aqui umas coisas. – Disse enquanto entrava e fechava a porta atrás de si.

- Tem mesmo de ser agora? Não pode ficar para amanhã? – O outro perguntou enquanto vestia o casaco.

- Não. Tem de ser agora… mas é rápido. – TOP pousou os documentos sobre a secretária. – Onde é que vais com tanta pressa?

- Quero ir treinar. – Ele respondeu enquanto pegava numa caneta e começava a assinar as folhas. – Vai haver uma corrida importante que eu quero ganhar daqui a uns tempos… tenho de me preparar. – Fez uma pausa e, num tom mais baixo acrescentou: - A concorrência está forte.

- Ah… fazes bem.

- Qualquer dia eu levo-te a dar uma volta. – Min Woo ofereceu enquanto passava os papéis assinados para a mão do colega. – Agora tenho de ir. Até amanhã. – Saiu apressado.

- Diverte-te! – TOP disse quando ele passava pela porta.

O empresário tirou o seu telemóvel pessoal do bolso e começou uma chamada.

- Yeoboseyo! Kim… começa a preparar-te. Há uma corrida importante que tens de ganhar daqui a uns tempos. – Disse, assim que a rapariga atendeu, com um sorriso satisfeito nos lábios.

(continua...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Qua Dez 01, 2010 11:39 pm

Ah!!!! O meu coração ainda está a bater de excitação!!
Aish Cho amo esta fic!
Está muito mas muito bem escrita e a história que ela tem é prefeita!
Olha, agora o Kyu está a armar-se em forte! Aish muito bem feito o que a Cho lhe fez!! Fazia o mesmo!
Qual será a desculpa que ele vai dar ou melhor o que vai ele fazer?! É que eu fiquei preocupada com o final :s
Kyu evil está de volta (me likes) XD
Amei a parte do Taec a trazer a donzela a casa, que fofo *.*
Mas coitada da Min, o pai está doente e ainda tem uma madrasta, tipo a madrasta da cinderela Sad
Ah eu apanhei cá uma bebedeira! O problema é que me lembro das cenas ou será que lembro!! Mas também é o Nichkun, né? Quem resiste?! Twisted Evil Twisted Evil
O que será que vou dizer ao meu monkey? Sad
Ah mas aposto que a Miya da fic no fundo não se sente nada arrependida Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
Ah ainda estou para ver o que o Kyu arranjou para a mankae.
E tenho certeza que a Kim vai ganhar a corrida cheers cheers
Como vês estou adorar! Aish continua por favor!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Qua Dez 01, 2010 11:53 pm

antes de mais.
"Sr. Ok!" não é por nada mas o facto de Ok se ler como "hook" de hooker me fez cagar a rir de imaginar o homenzinho a falar assim para o taec xDD
Depois...
ksdjfgiwºeflqaslºçkdcoaf eeeeeuuuu estoooouuu a moooorreeeerr com istooooo
opa, eu naoi sei o que comentar.
ADORO A ESCRITA
ADORO O ENREDO
AS PERSONAGENS
OS MISTERIOS
O MODO COMO TUDO ENCAIXA
AMOOOO ISTOOOO
continua por favor, esta fic é ultra viciaaante!! <33
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
shadows_owner
Aprendiz
avatar

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/09/2010
Idade : 34
Localização : Penela, Coimbra

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Qui Dez 02, 2010 2:49 am

pá! Estou mesmo a amar isto!

Raios... O Kyo ficou mentalmente a tramar alguma à Min... espero q n seja nada d mal é q neste momento quase acho q o Taec é melhor para ela q ele!
KIm.... mulher de sorte.... *.* Correr contra o No MinWoo! JESUS

É pá! O Nichkhun esticou ali à brava oh Miya! Jesus!

Continua... sério! Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ahri-mr.livejournal.com/
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Qui Dez 02, 2010 7:31 pm

Uhuhuhuhu Miya sua taradona Cool
Pois a bebida serve de desculpa para quase tudo
Epa a madrasta da Mintae è mesma cabrita e ainda por cima não lhe è nada para lhe falar assim
Comia era já duas ostias se não subisse aquelas escadas bem rápido
Quem comeu com a ostia foi o Kyu , buahhh bem feita , ninguem o mandou andar aos amassos com a Jessica .
E a Mintae já lhe ter dado o carro foi muito bom , eu não dava , comprava um só para mim rosa choque de preferencia e estacionava-o mesmo em frente de casa
Uii Pon cheira-me que devias ter tomado uns calmantes antes de teres saido xD
Uhuhuhuh carros ... corrida ... Kim ... JA FOSTE MIM WOO

Continua Mintae sim ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 03, 2010 2:56 pm

Annyeong hasseyo ^^
Como a escrita anda a render ultimamente, aqui fica mais um ^^
E mais uma vez... thanks pelos vossos comentários fofinhos *nhai*

A partir de agora preparem-se porque vão surgir algumas personagens novas para apimentar ainda mais as coisas xD
Começando já hoje... espero que a Pon goste do colega de trabalho que eu lhe arranjei. E ele está loiro na fic porque eu adoro vê-lo de cabelo loiro xD

10.

Chansung esperava impacientemente que o Professor saísse da sua sala e o chamasse. Estava confiante que iria conseguir o lugar.

Ao mesmo tempo em que a porta se abria, o som de saltos altos a aproximar-se fê-lo olhar na direcção oposta, de onde viu a sua concorrente aparecer.
O sorriso dos dois desapareceu ao notarem a presença um do outro.

- Ainda bem que já estão aqui os dois. – O homem de idade esboçou um sorriso. – Eu vou ser breve, pois tenciono não perder mais tempo!

- Desculpe Professor, mas o que é que ele está aqui a fazer? – Pon perguntou, olhando de lado para Chansung.

- Permita-me fazer a mesma pergunta, o que é que ELA está aqui a fazer?

- Parabéns aos dois. Ficam aqui à experiência, pelo menos por agora… vou avaliar o vosso desempenho. Se continuar a ser viável, continuarei com os dois depois.

- Mas…

- Compreendam que foi muito difícil escolher só um… vocês são incríveis. Por isso, sejam bem vindos. – O homem pegou numa mão de Pon e numa de Chansung e apertou-as.

- Mas… Professor…

- Menina Lee, para quê tanto “mas”? Tem alguma coisa contra a minha decisão? – O homem olhou-a de lado e o maknae sorriu. Pon ficou com vontade de torcer-lhe o pescoço.

- Não Professor, o senhor é que sabe.

- Exacto. Eu é que sei. – O velho sorriu triunfante. – Agora sigam-me. Eu vou apresentar-vos o meu assistente que está a trabalhar no chip neste momento.

O Professor começou a andar em direcção ao elevador e os dois maknaes acompanharam-no. As portas da caixa metálica fecharam-se quando o homem clicou no botão com o número 7. A curta viagem foi feita em silêncio até que as portas voltaram a abrir, dando-lhes acesso a uma sala enorme, equipada com máquinas sofisticadas, computadores e ainda algumas estantes com livros.

- Hey, Jong! – O professor gritou. – Chega aqui!

Rapidamente um rapaz jovem loiro apareceu por detrás de uma estante.

- Sim professor! – Prontificou-se.

- Quero apresentar-te a menina Lee Hyomin e o senhor Soon JoonKi. – Apontou para Pon e Chansung.

- Olá. Sejam bem vindos. – O rapaz cumprimentou. – Eu sou Kim Jonghyun.

Jonghyun aproximou-se com um sorriso e pegou na mão de Pon. Delicadamente, pousou os lábios sobre a pele da morena que sentiu-se corar com o gesto do loiro.

- Espero que se entendam e que trabalhem bem juntos. – O mais velho deu palmadinhas nas costas de Chansung e Jonghyun. – Agora Jong, mostra a sala aqui à menina Hyomin e ao Joonki.

- Com todo o prazer. – O loiro voltou a sorrir para Pon.

~~

Kim parou o carro junto à box. Tinha dado já voltas suficientes à pista e Min Woo ainda não tinha chegado.

Saiu do carro e tirou o capacete, fazendo os seus cabelos loiros dançarem com o vento e meia dúzia de homens babarem com o seu gesto. Sorriu internamente.

Fez sinal com o dedo para que um dos seus mecânicos se aproximasse e pediu-lhe que lhe trouxesse uma água. O homem rapidamente se afastou e voltou com uma garrafa que estendeu à loira.

Kim agradeceu e piscou-lhe o olho. Viu-o corar. Adorava provocar aquela sensação nos homens.

Sentou-se sobre o capô do carro de pernas cruzadas e começou a beber um pouco do liquido. Pelo conto do olho, viu o empresário a chegar e, propositadamente, deixou um fio de água deslizar-lhe pelo canto da boca.

Assim que entrou na pista, os olhos de Min Woo foram de encontro à figura da loira, sentada sobre o carro. No momento em que ela passou a língua pelo lábio inferior, o rapaz suspirou.

Aproximou-se dela, que sorriu ao vê-lo.

- Então… andas a treinar para tentar vencer-me? – Perguntou ao chegar perto dela.

- Eu não preciso de treinar para te vencer… - Kim levantou-se e deu um passo na direcção de Min Woo.

- Isso é um convite? – O moreno perguntou, contorcendo os lábios.

- Consegues aguentar-te?

- Hum… - Min Woo riu e observou Kim de alto a baixo. – Não sei se és suficientemente boa para competir comigo…

- Vais arrepender-te de ter dito isso. – Kim virou-lhe as costas e entrou no carro. Min Woo dirigiu-se ao dele e os dois colocaram-se na linha de partida, à espera que o sinal abrisse.

Kim contou os segundos. No mesmo momento em que o sinal deu autorização da partida, já ela partia, deixando Min Woo boquiaberto para trás.

~~

Como todos os dias, Miya entrou naquela ala do hospital e foi direita ao quarto de Eunhyuk. Desta vez hesitou antes de entrar e quando o fez, manteve a distância da cama onde ele estava.

- Hyukie-ah… - Chamou com a voz trémula. – Mianhae... – Pediu com os olhos já húmidos. – Eu não sei… não sei o que se passa comigo… com o Hae… ele fez uma coisa… disse coisas… Eu não sei como lidar com isto! Aish!

A morena pousou a mala no sofá ali ao lado e ajoelhou-se ao lado da cama.

- Perdoa-me! Eu estava bêbada e deixei-me levar… Eu não queria… Tu sabes que… que eu te amo, não sabes? – Acariciou a mão fria dele. – Oppa, por favor acorda… eu preciso de ti mais do que nunca…

Do outro lado do vidro da janela do quarto, Donghae sentiu o seu coração apertar-se ainda mais ao ver a morena a chorar novamente. Não conseguia mais ficar ali a observá-la mas também não conseguia ganhar coragem para falar com ela. Resolveu ir-se embora.

Cruzou-se com um rapaz que acabava de sair do elevador, mas nem lhe ligou. O mesmo não aconteceu com o rapaz, que imediatamente o reconheceu. Era o mesmo que entrou com Miya no outro dia num café.

Miya finalmente se despediu de Eunhyuk e dirigiu-se à saída. Fechou a porta do quarto atrás de si e quando se preparava para se afastar sentiu alguém pegar-lhe no braço. Virou-se e viu Kyuhyun.

- Kyu? O que…? – Ela não queria acreditar que tinha o chefe à sua frente.

- Olá Miya. – Ele cumprimentou cínico. – Acho que me deves uma explicação, não?

A morena engoliu em seco.

- Estou à espera… - Kyuhyun insistiu.

- Eu… só vim visitar um amigo… - Miya não conseguiu disfarçar o nervosismo e a tristeza continuava presente na sua voz.

- Miya o que é que eu te disse acerca de família e amigos? – O rapaz apertou o braço da morena.

- Desculpa… mas… eu não consegui evitar… ele é meu amigo, e eu soube que teve um acidente há pouco tempo… - Miya mentiu. – Mas ele não me viu, ninguém vai saber que eu estive aqui…

Kyuhyun suspirou e largou a rapariga.

- Mas tu sabes que não te podes expor Miya! Quanto menos virem os nossos rostos por aí, melhor!

- Eu sei… mas não consegui evitar…

- Imagina que um conhecido teu vem visitar o teu amigo e te encontra aqui! O que é que acontece? – Kyuhyun continuava irritado.

- Desculpa oppa. Não volta a acontecer. Eu agora sei que ele está estável, posso ficar mais descansada… - A rapariga baixou a cabeça, começando a fitar o chão.

- Eu nunca mais te quero aqui, ouviste Miya? – Ele levantou-lhe o queixo, fazendo-a encará-lo.

A rapariga assentiu.

- Eu sinto muito pelo teu amigo, mas agora vamos embora! – Kyuhyun pegou na mão de Miya e começou a puxá-la em direcção ao elevador.

A rapariga teve de controlar toda a raiva que sentia naquele momento.

“Eu sinto muito pelo teu amigo.”- As palavras falsas do rapaz queimavam na sua mente.

“Eu não vou sentir nada quando acabar contigo.” – Miya pensou.

~~

Doojoon ia em direcção à cozinha para buscar comida. Pon devia estar quase a chegar e ele queria surpreender a maknae com um lanche no seu quarto.

Ao passar pela sala que servia como uma espécie de ginásio ouviu barulho e resolveu entrar. Lá ao fundo viu Mintae entretida com um saco de boxe. Resolveu aproximar-se.

A morena estava tão concentrada a dar murros e pontapés no saco que nem deu pela presença dele. Doojoon deteve-se a observá-la por alguns instantes até que a rapariga explodiu e deu um pontapé num banco de madeira ali ao lado, que ao tombar, derrubou algumas coisas ali perto e provocou um estrondo enorme que entoou pela sala toda.

- Hey! Easy com isso Min… - Doojoon manifestou-se. – Olha que ainda te magoas…

- Que susto Joon! Não sabia que estavas aí. – Ela virou-se para encará-lo.

- Queres que eu te arranje uma foto do Kyuhyun para colares aí no saco? Pode ser que ajude a descarregar a raiva… - Brincou e a morena sorriu.

- Acho que já não é preciso… já me sinto melhor… - Mintae sentou-se sobre um colchão de exercícios.

- Ele gostou do carro, já saiu com ele e tudo… - Doojoon comentou.

- Espero que faça bom proveito. – Ela encostou-se para trás, ficando com as costas apoiadas no colchão.

- A polícia é que não gostou nada. – Doojoon riu. –É melhor teres cuidado, estava um gajo moreno todo musculado furioso a ameaçar-te nas noticias há pouco.

- Ele que venha tentar pôr umas algemas nestes pulsos… - Mintae esticou os braços.

Doojoon agarrou os pulsos da rapariga e fê-la levantar-se.

- Enquanto ele não vem, anda lá ajudar-me a fazer um lanche para a Pon.

- Desde quando é que precisas de ajuda para alimentar a maknae? – Mintae deu uma gargalhada.

- Aish! Não me faças responder-te a isso! – Doojoon despenteou a amiga que logo protestou.

- A sério Joon! Porque é que não preparas o que ela mais gosta? Doojoon com cobertura de chocolate? Ou… Doojoon com morangos…?

Quando Mintae se virou para o rapaz e viu o olhar que ele lhe mandava começou a correr em direcção à cozinha.

- Brincadeira Joon!! – A morena gritou enquanto corria pelo corredor com o mais velho no seu encalço.

~~

Jonghyun explicava qualquer coisa sobre o chip aos dois mas, enquanto Chansung ouvia tudo atentamente, Pon sentia-se a secar.

- Podemos pular essa parte e passar para algo mais interessante? – Perguntou enquanto se levantava do banco. – Porque é que não me mostras algo mais… útil? - Pediu, lançando charme para cima do loiro.

- Nee, menina Hyomin isto é importante… - Jonghyun voltou a olhar para o monte de papéis que tinha à frente.

- Sem formalidades Jong… agora somos colegas! – Pon pousou a mão sobre o ombro do rapaz.

- Certo… Hyomin! – Jonghyun sorriu à nova colega.

- Hey! – Chansung levantou a voz e bateu com a mão no tampo da mesa de vidro. – Podemos voltar a concentrar-nos? – Olhou os dois de lado.

- Desculpe! – Jonghyun apressou-se voltar ao que estava a dizer.

- Nee, Jonghyun oppa ~ - Pon voltou a interromper o loiro. – Já que o meu colega está tão interessado na sua explicação, será que, enquanto ele absorve as informações, eu posso ir dar uma volta pela sala? Só para me ambientar com o local… prometo que não mexo em nada. – A maknae jogou com toda a sua cuteness e inocência para convencer o assistente do professor.

- B-bem… acho que não há problema…

- Kamsahamnida Jonghyun oppa! – A rapariga agradeceu e afastou-se.

Chansung lançou-lhe um olhar furioso enquanto o loiro voltava a falar e ele tinha de continuar a fingir-se interessado em ouvir aquela quantidade de palha desnecessária. Amaldiçoou a rapariga.

~~

Mintae acabou de tomar banho e vestiu uma roupa confortável. Já que não ia sair mais naquele dia, uns calções e um top serviam perfeitamente. Quando voltou ao quarto viu uma caixa pousada sobre a sua cama.

Estranhou o objecto mas ao mesmo tempo ficou curiosa para ver o que havia lá dentro. Aproximou-se e destapou a caixa. Lá de dentro tirou um vestido.

Era curto, em tons de bege com um cinto e um folho preto. Espreitou para dentro da caixa e viu ainda uns sapatos de salto pretos e uma pequena mala. Tudo a condizer com o vestido.

- Mas qual é a finalidade disto? – Perguntou-se.

- É para usares na sexta-feira à noite.

A voz baixa e grave de Kyuhyun atrás de si fez a morena se assustar.

- Não precisas te de assustar Min… Eu vim falar de trabalho.

A morena engoliu em seco.

- Porque é que eu tenho de usar isto na sexta?

- Vamos a uma exposição do Auguste Rodin. – O mais velho estendeu-lhe um folheto informativo.

Mintae pegou no papel e começou a ler.

- Vamos ter de roubar uma réplica autêntica d’“O Pensador”. É a única forma de pagamento que o Siwon aceita para os revólveres italianos.

- Revólveres italianos? – Ela estranhou.

- Um pequeno capricho meu. – Kyuhyun sorriu.

- Só para satisfazer um capricho teu? – Mintae levantou o tom de voz.

- Sim. Eu sou o chefe. Tu trabalhas para mim e por isso obedeces às minhas ordens! Não é assim que funciona esta nossa relação meramente profissional? – O rapaz provocou.

- Certo. – Mintae contorceu os lábios. – Diz lá qual é o plano? O que é que eu tenho de fazer?

- Falamos sobre isso depois. Agora eu quero saber se gostaste do vestido…

- Gostei. – Ela disse simplesmente.

- Não me pareces muito satisfeita. Mas olha que é um presente muito caro… não devias menosprezar os meus presentes assim… - Kyuhyun aproximou-se da morena que recuou um passo.

- Muito obrigada pelo presente. Adorei. Muito gentil da sua parte. – Ela disse amargamente.

Kyuhyun avançou mais um passo ao que Mintae recuou mais um também.

- Min… porque é que és assim? Porque é que te estás a armar em difícil agora?

Ele continuou a aproximar-se mas Mintae ficou encurralada com a parede atrás de si.

- Tu sabes que mais cedo ou mais tarde vais acabar por não resistir. – Kyuhyun pousou as mãos na parede, deixando Mintae presa entre os seus braços.

- Kyuhyun tu não prestas e só me apetece bater-te! – Mintae disse enquanto Kyuhyun aproximava o rosto do pescoço dela.

- Tu sabes que queres… - Sussurrou-lhe contra o ouvido. – Mas eu não te obrigo a nada. Prefiro esperar que venhas por ti própria… - Disse enquanto se afastava. – Espero que o vestido te sirva. – Finalizou antes de desaparecer pela porta.

- Podes ir dizendo adeus aos revólveres italianos. - Mintae mordeu o lábio.

~~

- Devias ter ido com ele hoje… para ver a cara de parvo dele quando eu lhe ganhei com tanta felicidade. – Kim riu enquanto rebolava por cima da enorme cama de TOP.

- Para a próxima eu vou. – Ele disse sem tirar os olhos do computador. – Sabes que eu adoro vê-lo humilhado.

- Mas o mais engraçado é que, mesmo assim, ele continua com aquele ar de convencido para cima de mim. E não deixa de me mandar bocas para provocar e…
- Kim devaneava quando se apercebeu que o rapaz a olhava com uma expressão estranha.

- Não amoleças! – Ordenou. – Não te esqueças do que tens de fazer!

- Não ponhas em causa o meu profissionalismo baby boy! – A rapariga levantou-se e dirigiu-se ao rapaz. – Eu não gosto quando me subestimam… E tu não me queres ver zangada, pois não? – A loira deslizou o dedo sobre o peito de TOP.

- Só te estou a avisar…

- Estás a ser chato! – Ela queixou-se. – Ainda por cima não me estás a ligar nenhuma hoje!

- Desculpa, mas eu tenho de acabar isto… - Ele voltou a digitar qualquer coisa no portátil.

- Então bye bye! – Kim pegou na mala e começou a andar em direcção à porta.

- Já vais? – Ele subitamente parou o que estava a fazer e levantou-se.

- Vou. Tu não me estás a ligar nenhuma… Volta lá para o teu trabalho. – Ela disse antes de sair.

TOP suspirou e voltou a sentar-se. Queria ir atrás dela, mas tinha mesmo de acabar aqueles documentos. Nesse momento o telemóvel tocou e ele pegou no aparelho. Viu o nome da noiva no visor e não pensou duas vezes antes de atirá-lo ao chão.


(continua...)


Última edição por Cho MinTae em Sex Dez 03, 2010 6:58 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 03, 2010 4:19 pm

kakakaka eu amo istooo *o*
ai min woo Cool só de imagina-lo ali todo armado em cabrao à minha volta... *Morre*
Serio, isto é a melhor cena de sempre Razz
Anda-se tudo a revoltar com o kyuhyun! ele é tao cabrao, gosto tanto xD e é tão sexyyy. ai mae, a serio, que pecado, nao me apareças assim do nada junto às pessoas *o*mas anda a ficar com umas filhas muito rebeldes! só eu e a pon é que andamos felizes com ele x'DD
Ai jonghyun o que eu te faziaa! *-*
isto é só gajos bons por todo o lado! :O
O chan está fodido xD
A cena da mintae com o doojoon meteu tanta piada xD e o taec andou a mandar vir com ela na tv!! mal ela sabe T-T se calhar ele ainda te poe umas algemas e mal sabe que devia era por das verdadeiras kekeke
ai eun, acorda de uma vez homem! T-T
Eu sou tão boss! ai opa gosto tanto de ser poderosa e trata-los a todos de forma igual apesar de que eles é que são os patrões! coitado do top mais a noiva, deixa lá que eu dou miminho bébé... Cool
continua!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
shadows_owner
Aprendiz
avatar

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/09/2010
Idade : 34
Localização : Penela, Coimbra

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Seg Dez 06, 2010 3:27 pm

Amei MinTae!

Adoro bues esta fic!
Isto está a ficar tão fixe...
-.-' e sim o Kyu merece q elas se vinguem dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ahri-mr.livejournal.com/
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Ter Dez 07, 2010 9:14 pm

Opa o que eu me ri com a resposta da Mintae ao Doojoon , ai Pon os morangos , os morangos Cool
E aquele colega de trabalho , chama-lhe trabalho sim sim
Ohhh o Kyu è mau tadinha da Miya , ainda por cima è falso
Aiiii Mintae cuidado com o material *okey no sentido bom da coisa*
Uhuhuhu uma prendinha do Kyu
Ahhhh e a Mintae foi fodinhas na resposta , è isso mesmo
Kim que malvada a provocar os homens daquela maneira
Epa o TOP è que gosta da mulher dele aquilo è só carinho

Continua Mintae ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 10, 2010 1:16 am

Annyeong hasseyo ^^
Here's one more Very Happy
Hope you liked it ^^

Nota: Mais uma personagem nova *-*


11.

O maknae sorriu maldosamente ao verificar que Jonghyun estava concentrado nos seus papéis. Com cuidado retirou do bolso uma pequena bola de papel que tinha improvisado há segundos atrás. Visualizou Pon do outro lado de uma estante onde estavam alguns frascos de vidro que pareciam delicados. Aproveitou a oportunidade e atirou a bola de papel contra um dos frascos que, ao cambalear, foi deitando uma porção de coisas abaixo.

Pon assustou-se ao passar longe da estante e de repente tudo se desmoronar.

Jonghyun praticamente deu um salto do banco onde estava sentado com o estrondo e olhou horrorizado para os pedacinhos de vidro espalhados pelo chão perto de onde a rapariga estava.

Chansung fingiu-se surpreso também e apressou-se a seguir o rapaz loiro até ao local da confusão.

- Menina Hyomin! – Jonghyun gritou. – Disse que ia ter cuidado!

- Mas… eu não toquei em nada! – Ela tentou defender-se.

- Como é que explica o facto de não ter mexido em nada e isto ter caído tudo? – Perguntou irritado. – Os frascos atiraram-se para o chão sozinhos, foi?

- Não! – Ela respondeu, também já visivelmente irritada por ser acusada por uma coisa que não fez. – Mas eu nem lhes toquei! Passei longe!

- Aish! O Professor não vai gostar nada de saber que contratou uma desastrada! – Jonghyun abanou a cabeça negativamente enquanto olhava para a maknae.

- Realmente… a desiludir o Professor logo no primeiro dia cara colega… não é bonito! – Chansung lançou-lhe um sorriso satisfeito.

- Foste tu, não foste? – A rapariga apontou o dedo ao maknae.

- Eu? Fui eu o quê?

- Foste tu que derrubaste os frascos para me incriminar e deixar mal vista à frente do Professor! Confessa seu desgraçado! – Pon já se dirigia furiosa em direcção a Chansung mas Jonghyun colocou-se à sua frente e agarrou-a pelos ombros.

- Calma! O JoonKi estava comigo na mesa, como é que foi ele a partir as coisas? Aish! Chega de desculpas menina Hyomin, é melhor assumir o seu erro… eu não gosto de mentiras aqui dentro!

- Mas… - Pon tentou defender-se mas Jonghyun não a deixou falar, continuando:

- Nós aqui temos muitas informações secretas que não podem passar para as mãos de qualquer um, só pessoas de confiança. Como é que a menina tenciona que eu acredite em si se começa a mentir no primeiro dia?

- Aish! – Pon explodiu. – Primeiro, pára com a porcaria do “menina”, já me estás a enervar! E segundo… - A maknae alterou a sua expressão de repente. – Eu pensei que fosses um querido Jong… foste tão fofinho no início… - Ela fingiu-se de magoada. – Mas agora revelaste-te um bruto!

Jonghyun engoliu em seco e ponderou as suas palavras rudes ao ver a rapariga quase com lágrimas nos olhos.

- Omo… Hyomin-ssi… mianhae! Desculpa se fui demasiado ríspido! – Disse preocupado. – Desculpa… não faz mal, acidentes acontecem.

Pon suspirou, continuando com o seu teatro.

- Não era preciso teres falado assim comigo…

- Omo… eu estou mesmo muito arrependido da minha grosseria. – Jonghyun pegou nas mãos de Pon. – Será que há alguma coisa que eu possa fazer para te compensar?

- Hum… - Pon ficou a pensar por uns momentos. – Eu hei de arranjar qualquer coisa Jong… - Sorriu ao rapaz que corou.

- B-bem… está na hora de irem… E eu também. Vamos esquecer este incidente! Por favor acompanhem-me.

A viagem de elevador até à recepção decorreu em silêncio. No hall de entrada, Jonghyun despediu-se dos dois e afastou-se para falar com uns colegas. Pon e Chansung caminharam lado a lado em direcção à saída.

- Não penses que isto fica assim… - A maknae ameaçou entre dentes.

- Não sei do que é que estás a falar. – O rapaz sorriu cínico.

- Não? Que pena… mas no momento certo vais descobrir.

- Tu achas que eu tenho medo de ti? – Ele riu.

- Se eu fosse a ti, tinha!

Os dois saíram pela porta principal e começaram a caminhar pelo parque de estacionamento ali em frente.

- Porque é que eu haveria de ter medo de ti? Tão… pequena… tão frágil… - Chansung foi-se aproximando cada vez mais da rapariga, até esta ficar encurralada entre o corpo forte do rapaz moreno e o capô de um carro.

- Tu não devias subestimar-me… Eu posso ser pequena em relação a ti que és tão… tão… assim! – Pon gesticulou com as mão à falta de encontrar um bom adjectivo para caracterizar o tamanho do maknae. – Mas não sou tão frágil como tu pensas!

- Ai não? – Chansung encostou-se para a frente, fazendo o seu corpo embater na rapariga que ficou sentada sobre o carro.

Pon sentiu a respiração pesada do rapaz a escassos centímetros de si.

E Chansung sentiu a mão pesada de Pon na sua face esquerda logo a seguir.

- E a tua sorte foi que eu não dei com o punho fechado! – Pon levantou-se assim que o rapaz recuou. – E nunca mais voltas a repetir a gracinha!

A maknae apressou-se a entrar no seu carro e sair dali.

- Eu vou-me divertir tanto contigo Hyomin… ou melhor… PonHyunMin! – Sorriu maliciosamente, ainda com a mão sobre o sítio marcado pela mão dela.

~~

Mintae pegou no telemóvel e procurou o nome dele na lista de contactos. Mordeu o lábio antes de carregar na tecla verde para efectuar a chamada. Esperou alguns instantes até ouvir aquela voz bonita do outro lado.

- Yeoboseyo? – Ele disse ao atender.

- ‘Hyun oppa? Annyeong hasseyo! – Cumprimentou.

- Hum… Cho Mintae? És tu? – Ele procurou certificar-se.

- Ne. Eu mesma! Nee… oppa, posso pedir um favor?

- Depende de que espécie for o favor… - Ele fez uma pausa e, num tom divertido continuou: - Ne. O que é?

Nesse momento Miya apareceu à porta do quarto da mais nova e esta fez-lhe sinal para entrar. A rapariga sentou-se ao lado de Mintae e ficou a ouvir a conversa da amiga.

- Conheces o Choi Siwon, certo? – Mintae continuou a falar para o pequeno aparelho.

- Sim. – Ele assentiu.

Quem não conhecia o maior especialista em tráfico de armas de luxo?

- E, por acaso, não estás interessado em revólveres italianos? – Mintae brincava com o cabelo enquanto falava.

- Hum… revólveres italianos do Siwon? Parece interessante… o que é que eu tenho de fazer?

- Tens de estar numa exposição de um escultor francês na sexta-feira e encontrar-te comigo para eu te dar uma estátua que depois vais entregar ao Siwon. Ele dá as armas a quem lhe conseguir uma réplica d’”O Pensador”.

- Auguste Rodin… interessante. Eu já ouvi falar dessa exposição. Mas Min… qual é o propósito disto?

- O Kyuhyun quer esses revólveres. Mas como ele tem sido um chefe muito mau… acho que não os merece.

Mintae ouviu o riso do rapaz do outro lado da linha e viu um sorriso satisfeito nos lábios de Miya.

- Se é para deixar o Kyuhyun zangado eu ainda te ajudo com mais vontade. – Ele disse ainda a rir.

- Kamsahamnida 'Hyun oppa! Depois combinamos pormenores, pode ser?

- Amanhã à noite no sítio habitual? – Propôs.

- Combinado. Até amanhã.

Mintae desligou e os seus olhos encheram-se de um brilho negro enquanto a mordia o lábio.

- Vais ter de me deixar ajudar Min! – Miya pediu entusiasmada. – Eu quero tanto ver o Kyu lixado!

- É claro que podes ajudar Mi-chan, eu até agradeço. – Mintae esticou o braço para bater na mão da mais velha em jeito “hi-five!”. – O que é que ele te fez desta vez?

- Longa história que não me apetece contar agora… - Miya suspirou ao lembrar-se da cena do hospital mais cedo. – Mas conta lá o plano! – Pediu tentando mudar de assunto.

- Agora que sei que posso contar contigo também, já lhe fiz aqui umas alterações. Está ainda melhor do que antes!

- Pensaste nele todo agora?

- Tenho de admitir que os ensinamentos do Kyuhyun até servem para alguma coisa às vezes. – Mintae gozou.

- Tu até és parecida com ele nalguns aspectos… - Miya riu e Mintae fechou a cara. – Brincadeira Min! – Miya deu-lhe um toque no braço. – E com quem é que estavas a falar? – Perguntou curiosa.

- Shin Soohyun oppa! – O sorriso de Mintae alargou-se enquanto a mesma batia palmas entusiasmada.

- Quê? – Miya levantou-se num pulo. – Vais meter o Soohyun no meio disto? Tu estás doida! O Kyuhyun vai-te matar!

- Ele gosta demasiado de mim para fazer isso. O máximo que pode fazer é castigar-me ou torturar-me ou algo do género…

- Não divido que ele faça isso… Tu andas a brincar com o fogo Mintae!

A mais nova encolheu os ombros e sorriu novamente. Miya suspirou e quando se preparava para tocar noutro assunto, foi interrompida pelas raparigas que apareciam à porta.

- Podemos entrar? – Pon perguntou.

- Vocês são umas malvadas! – Kim acusou, enquanto empurrava Pon para dentro do quarto e entrava também. – Reúnem-se aqui para se divertirem e nem sequer convidam as maknaes!

- Hey! Tu não és maknae! Eu é que sou a maknae da casa! – Pon protestou, afastando-se da loira.

- Pára de ser ciumenta!

- Ciumenta, eu? Tu é que queres roubar o meu estatuto!

- Não estejas com isso! Só és mais nova do que eu uns meses!

- Não interessa, a maknae sou eu e…

- YA! – Mintae e Miya gritaram ao mesmo tempo.

- Acabem lá com a discussão! – Mintae ordenou.

- É impressionante o gosto que vocês têm em picar-se uma à outra. – Miya comentou.

- Mas isso não interessa agora! – Mintae apressou-se a mudar de assunto. – Ainda bem que chagaram, eu preciso da vossa ajuda.

- Para quê? – Pon perguntou sem esconder a sua curiosidade.

- Pon-chan… eu preciso que tu convenças o Doojoon a fazer-me um favor.

- Ah, o que ela faz melhor é persuadir o Joon. – Kim começou a rir e Pon atirou-lhe uma almofada.

- Nee, eu consigo fazer isso unnie. – A maknae assentiu.

- Obrigada. E tu Kim… eu preciso de roupas largas. Um vestido largo, se possível.

- Nee, não faz muito o meu estilo… mas devo ter qualquer coisa…

- Claro que ela tem! O guarda roupa da Kim é um mundo… eu nem quero imaginar o que ela pode ter lá dentro… - Desta vez foi Pon a provocar a loira e esta atirou-lhe de volta a almofada.

- Mas para que é que tu queres roupas largas? – Kim estranhou.

- Oh, mas vocês ainda não sabem? – Mintae fingiu-se surpreendida.

- Não sabemos o quê? – As duas mais novas perguntaram juntas.

- A Miya ainda não vos contou?

- Contei o quê? – Desta vez foi a mais velha a perguntar, confusa.

- Aish! Acaba lá com os mistérios! – Pon atirou a almofada a Mintae que começou a rir.

~~

Pon mordeu o lábio inferior enquanto fechava a porta do quarto do moreno com cuidado para não fazer nenhum barulho que a denunciasse.

Doojoon estava deitado e a maknae constatou que ele dormia profundamente quando se aproximou.

Magicou o que faria a seguir e rapidamente se enfiou por baixo dos lençóis, junto aos pés do rapaz. Foi engatinhando pelo corpo dele, à medida em que o sentia remexer.

Doojoon foi despertando quando sentiu um peso em cima de si. Abriu os olhos lentamente.

- Mas o que…? Wooooh! – Quase gritou quando sentiu uma mão num sítio perigoso. Retirou os lençóis de cima com rapidez e viu Pon com um sorriso indecente nos lábios. - Pon? O que é que estás aqui a fazer?

- Vim fazer-te uma visita Joon… – A maknae anunciou com a expressão mais inocente que conseguiu fazer naquele momento.

- O que é que me vens pedir? – O moreno perguntou, já conhecendo os esquemas da rapariga.

- Como é que sabes que eu te venho pedir uma coisa? – Ela continuou a subir, ficando com a cabeça apoiada sobre o peito dele.

- Porque te conheço bastante bem!

- Nee, eu quero pedir uma coisa… mas não é para mim… é para a Min-unnie. E o Kyu não pode saber de nada!

- O que é que vocês andam a tramar? – Desconfiou.

- Nada! Quer dizer, são coisas da Min… Vá lá Joon, sê bonzinho e colabora.

- E o que é que eu ganho com isso?

- Aish! Interesseiro! – A maknae acusou-o. – Ganhas a minha gratidão.

- A gratidão não… mas outra coisa… - Doojoon rodou, ficando ele por cima de Pon.

- Isso quer dizer que fazes? – Ela procurou certificar-se.

- Faço. – Ele confirmou, já com os lábios no pescoço da maknae.

- Aish Joon, tu és tão fácil de convencer. – Ela riu. – Eu nem te disse o que tens de fazer!

Doojoon parou o que estava a fazer de repente e, com uma expressão mais preocupada, fitou a rapariga.

- O que é que eu tenho de fazer?

- Um buraco.

- Quê?

Pon riu da expressão confusa na cara do rapaz.

- Já não estou a gostar da brincadeira… tenho de fazer um buraco onde, com o quê? – Ele voltou a perguntar.

- Numa parede. Com o quê…? Isso fica ao teu critério.

- Aish! Algo me diz que não vou gostar disto… - Ele desabafou.

- Mas agora já não podes voltar com a tua palavra atrás! – Pon ameaçou.

- E se eu voltar?

- Se voltares podes esquecer a tua maknae. – Pon levantou-se num pulo e começou a andar em direcção à porta.

- O que eu não faço por ti! – Doojoon levantou-se com a mesma rapidez e agarrou o braço de Pon, fazendo-a voltar com ele para a cama.

- Eu adoro quando me fazes as vontades!

~~

Mintae saiu do quarto e desceu até à sala. A casa estava escura mas um feixe de luz que saía do escritório de Kyuhyun chamou-a à atenção. Foi-se aproximando e espreitou pela fresta da porta que estava só encostada.

Kyuhyun estava sentado à secretária, encostado na cadeira.

- Entra Min. – Ele disse calmamente.

- Como é que sabes que eu estava aqui? – Ela perguntou enquanto se aproximava.

- Pelo teu perfume. – Ele finalmente abriu os olhos e fitou a rapariga à sua frente. – Precisas de alguma coisa?

- Não… eu só vinha falar da exposição… estive a pensar nalgumas coisas que podemos fazer…

- Gosto de te ver interessada. – Kyuhyun sorriu e desta vez, o sorriso dele parecia sincero.

- O que é que se passa? Os teus olhos estão vermelhos…

- Estive muito tempo ao computador e a ler coisas, estou apenas cansado.

- Oh… então vai descansar… falamos amanhã.

Mintae preparou-se para sair mas Kyuhyun segurou-lhe no braço e a rapariga gemeu de dor. Foi então que ele viu uma marca roxa no local.

- Desculpa… eu não te queria magoar…

- Esquece, já passou…

A morena saiu do escritório seguida do chefe. Kyuhyun ficou a observar enquanto ela subia as escadas.

Deixou-se cair no sofá da sala e suspirou. Começava a arrepender-se de ter sido ordinário com ela.

~~

Já passavam alguns minutos das 2 horas da manhã quando o polícia finalmente chegou a casa.

Após atirar a pasta e alguns papeis que trazia na mão para cima do sofá, dirigiu-se ao quarto.

A cabeça estava prestes a explodir e o corpo ressentia-se de tanto trabalho e stress.

Despiu o casaco com lentidão e colocou-o pacientemente sobre as costas de uma cadeira. Começou a desapertar os infindáveis botões da camisa e apressou-se a tirar as calças também. Enquanto as retirava, sentiu algo no bolso esquerdo e foi aí que se lembrou do pequeno objecto que tinha guardado ali mais cedo. Resgatou o brinco com a mão e deteve-se a observá-lo.

As imagens do acidente e da rapariga morena voltaram à sua mente. Cada vez sentia mais curiosidade sobre Mintae.

«Quem seria aquela rapariga?» «O que faria?» «Onde estaria naquele momento?»

Não sabia bem como descrever aquilo, mas sentia-se estranho a pensar nela. Um sorriso ligeiro passou a adornar-lhe os lábios enquanto um pequeno “formigueiro” percorreu toda a extensão do seu corpo. Sentiu uma súbita vontade de vê-la novamente.

- Aish! – O moreno abanou a cabeça, em tentativa de afastar as baboseiras nas quais já se tinha perdido a pensar.

Pousou a pequena jóia sobre a mesa de cabeceira, atirou as calças para cima do tapete e ajeitou a almofada. Apressou-se a deslizar para dentro dos lençóis e fechou os olhos.

(continua...)

Nhai, eu TINHA de pôr o Soohyun dos U-Kiss no meio disto tudo! xD I'm addicted on him ~*-*
Um aparte, eu gostei tanto de escrever aquela cena da Kim e da Pon a implicar uma com a outra xD E também gostei do Chansung a jogar com o tamanho dele para cima da maknae xD Nee, gostei de tudo, gostei muito de escrever este ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 10, 2010 1:33 pm

Ah eu nem tinha lido o capitulo anterior *bate em si mesma*
Aish isto é tão emocionante Min!
Adoro ver todas as nós a aprontar contra o Kyu evil!
Ya porque não gostei do que ele fez a Min e depois arrependeu-se mas... tarde de mais chefão MUUUUUAAAAAHHHHH Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
Adorei as discussões das maknaes ahahaha a Pon a proteger o seu estatuto. Razz
E por falar em Pon, aquilo com o Chansung está a aquecer sim senhora *abana*
E quem é o Kyu para me proibir de ver o meu Hyukie?! Evil or Very Mad
A vingança serve-se fria! Não perdes por esperar Kyu Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
Continua Cho *.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Aprendiz
avatar

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/09/2010
Idade : 34
Localização : Penela, Coimbra

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 10, 2010 2:57 pm

Amei! Muaahahh!

A vingança feminina é terrível! É bom que o Kyo se prepare.
o SooHyun... tive que ir procurar para ter certeza q era mesmo ele! XD
Ele é tão fofo! *.*
E o chansung ali a esticar-se, hã? Ai o menino....
Bem... a Pon consegue mesmo tudo o que quer do doojoon! XD
Se o Kyu agora esta arrependido... ele que espere até ver o q o espera!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ahri-mr.livejournal.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sex Dez 10, 2010 7:05 pm

uh o hyun é inimgo do kyu? i like it Cool
o jonghyun é mesmo geek, está todo babadinhooo pela pon. adoroo xD já o chan... omg... power para cima da maknae Razz e levas nas trombas que te lixas xD
Ai mas ele é tão... só dá vontade de morder *-*
aii eu tambem gosto tanto de ler as discussões com a pon, nós somos tão comicas xD
LOL morri com o comentario de que roupa larga não é bem o meu estilo x'D mas eu tenho um mundo de roupa kekeke. é o que faz ser a agente do visual para mexer com o sexo masculino Cool xDD
AI QUE VINGANÇA CONTRA O KYU :O
ate o doojoon se mete xD pon.. pon.. saiste-me cá uma esperta... E depois sou eu que mexo com o sexo masculino... andas a aprender com a unnie xD
mas coitado do kyu, isto é uma cambada de ciganitos xD
gostava de saber como é que esta malta se juntou numa familia assim xD
Ai taec. vai roubar a mintae e acaba logo com isso Razz
CONTINUAAA *_______________*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Sab Dez 11, 2010 10:53 am

Chansung cruel , mas fornicou-se xD que vire bicha a ver se consegue o mesmo efeito no Jong como a Pon xD
Arranjem uma toalha para o Jonghyun , alguém pode escorregar na baba dele
UHuhhuuhuh a Pon anda concorrida anda
Eheheheh que persuasão Pon sim senhora Cool
Epa o Kyu vai ficar lixado vai vai , e logo agora que ele estava a arrepender-se ohhhh
Ahhhahahha ri-me tanto com os picansos da Pon e da Kim
Uhuhuhuh o Taec está apaixonado lalalalalallaala
Que foda quando descobrir quem è de verdade a Mintae

Continua sim ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Dom Dez 19, 2010 8:30 pm

Hiii^^
Sorry sorry pela ausência... but not my fault! Neutral
Mais um, hope you like it ^^

12.

O moreno foi abrandando a velocidade quando entrou no bairro. Foi percorrendo as casas com um olhar atento até que parou à frente daquela onde deixou Mintae há algumas noites atrás.

Tirou o brinco de dentro do bolso do casaco e ponderou novamente se batia à porta para lhe entregar o objecto ou não.

O toque repentino do telemóvel fê-lo assustar-se. Taecyeon pegou no aparelho e atendeu a chamada.

- Yoboseyo!

- Taec? Onde é que tu estás? – Nichkhun perguntou do outro lado.

- Estou a caminho do departamento.

- Despacha-te! A nossa querida colega Jihyun esteve aqui a torrar-me a paciência e quer falar contigo.

- Ne. – Taecyeon suspirou. – 10 minutos Khun.

O moreno desligou e pousou o telemóvel no banco do carro e retomou a marcha.

~~

Kim entrou no centro automobilístico ainda ensonada. Ia amaldiçoando Min Woo por insistir em treinar tão cedo quando foi contra alguém.

- Desculpe! – A loira curvou-se e ouviu um riso.

- Então? Não dormiste bem hoje? – Uma voz masculina divertida disse. – Devo aproveitar o facto para te dar uma coça?

- Min Woo! – Kim levantou os olhos para encarar o rapaz. – Oh, não é justo… eu não me sinto em condições de me sentar ao volante de uma carro. Tens noção de que horas são?

- Vá, eu ofereço-te um café para acordares.

- Qual é o motivo de tanta generosidade? – Kim começou a andar ao lado do rapaz em direcção do pequeno bar.

- Nada de especial. Apetece-me ser simpático para a concorrência. Não posso?

- Podes. – A rapariga sorriu. – Obrigada.

O dois aproximaram-se do balcão e o empregado do outro lado mandou-os esperar um pouco para que ele acabasse de servir outros clientes.

- Podes ir sentar-te, eu levo as coisas. Diz-me só o que queres comer. – O rapaz pediu.

- Eu fico bem com um café.

- Mas já tomaste o pequeno almoço?

- Hum… ainda não mas…

- Oh, nem penses que vais ficar sem comer! Precisas de energia. – Ele insistiu. – Senão como é que vais aguentar o treino puxado que vamos ter hoje?

- Não te preocupes…

O empregado finalmente chegou junto dos dois com um sorriso prestável.

- Bom dia. O que vai ser?

- Bom dia. – Min Woo virou-se para o rapaz. – Hum… dois sumos de laranja naturais. – Virou-se para Kim e perguntou: - Gostas de laranja, não gostas?

Kim abanou a cabeça positivamente.

- Ok, dois sumos de laranja e… duas fatias desse bolo de chocolate aí. – Apontou para um bolo com um aspecto delicioso que estava em exposição. – Depois traga-nos dois cafés.

- Calma aí! – Kim puxou o braço do rapaz. – Tens noção das calorias que isso não tem? – A rapariga arregalou os olhos à quantidade de chocolate à sua frente.

- Qual é o mal? Chocolate é bom…

- Mas engorda!

- E desde quando é que tu tens de te preocupar com isso?

- Ora! – A rapariga protestou. – Desde…

- Estás óptima!

Kim baixou os olhos perante o elogio do rapaz.

- Vem! – Min Woo puxou Kim para as mesas e os dois sentaram-se.

Logo o empregado se aproximou com a comida. Min Woo provou o bolo rapidamente mas Kim ficou relutante a olhar para o prato. O rapaz sorriu e não hesitou em pegar no garfo e tirar um pedaço, o qual estendeu à rapariga.

- Vá! Come, está bom. – Ele sorriu.

Kim ficou surpreendida com o gesto dele. A sua vítima era simpática, querida e engraçada. Trabalho dificultado.

- Aish! – A rapariga suspirou antes de se aproximar do garfo que o rapaz segurava. Abriu a boca e trincou o bolo.

- É bom ou não é? – Ele perguntou.

- É. – Kim confirmou.

- Vais comer sozinha ou é preciso eu continuar a alimentar-te? – Ele tirou outra garfada do bolo.

- Eu consigo. – Kim estendeu a mão para pegar no garfo mas quase que este caiu com a atrapalhação dos dois quando das mãos se tocaram delicadamente.

«-Aish! Merda! Isto nunca me tinha acontecido…» - A loira pensou enquanto se sentia corar.

Min Woo quebrou o silêncio instalado, interrompendo o pensamento da rapariga.

- Desculpa ter combinado tão cedo… mas é que eu vou ter uma reunião importante à tarde à hora habitual que venho para aqui.

- Reunião? – Kim conseguiu focar-se novamente no seu objectivo. – És algum empresário de sucesso?

- Nee… por acaso até sou. – Mais uma vez, ele mostrou o sorriso simpático. – Não sei se sou de sucesso, mas sou empresário.

- Uau!

- E tu Kim? Tens alguma ocupação além do car racing?

- Eu? Eu… era uma espécie de relações públicas num negócio de um amigo… mas entretanto isso acabou. – Mentiu.

- A sério? Isso é óptimo!

- Porquê?

- Então… é bom porque… não sei… talvez eu precise de uma relações públicas lá para a empresa. Não sei, só se quiseres…

Kim sorriu. Min Woo estava a sair-se melhor do que a encomenda. Cada vez lhe facilitava mais o trabalho.

- Não sei… não sei se sou capaz, eu estava habituada a uma coisa mais pequena… uma empresa é… muita responsabilidade…

- Tu pareces ser competente…

- Eu sou competente! – Ela corrigiu.

- Vês? És competente, és bonita e simpática… perfeito.

Kim sentiu-se encabulada novamente. Porque é que os elogios vindos dele a deixavam sempre assim?

- Aish! Obrigada, mas pára lá com elogios. Eu ainda não sei se aceito a tua proposta. Tu és meu concorrente aqui… e se depois te vingares de mim lá? E se fizeres de mim a tua escrava?

- Não te preocupes, eu sei separar as coisas. – Disse descontraído enquanto bebia o sumo. - Eu não gosto de tratar mal ninguém Kim. Eu sei como é duro e o quanto dói quando as pessoas não param de nos magoar. – A expressão dele endureceu.

- Oh… Porque é que dizes isso? Alguém te tratou mal? – Ela perguntou interessada.

- É uma longa história Kim… eu não sei se é a melhor altura para me lembrar disso… eu vim aqui para me distrair. Um dia se quiseres eu conto-te.

- Tudo bem. – Ela sorriu. – Bem, vamos lá? Eu já estou suficientemente acordada.

- Então e esse pedaço? – Ele perguntou ao verificar um bocado de bolo ainda no prato.

- Não quero. Já comi o suficiente…

- Oh, mas é um pedaço tão pequeno… come lá isso! – Ordenou num tom de brincadeira.

- Não sejas chato! Parece que és meu pai! – Kim levantou-se.

- Eu só quero a minha adversária a 100%. Eu não pretendo ser meiguinho hoje Kim! – Ele levantou-se também e pegou no garfo com o último pedaço da fatia.

- Come tu! – Kim empurrou a comida na direcção dele.

- Vá lá, não sejas teimosa. – Ele riu e o garfo foi novamente na direcção da loira.

Entretanto, com tantas voltas, o pedaço do bolo acabou por vacilar, e os dois, em tentativa de não o deixar cair nas roupas, aproximaram ambas as bocas.

Foi por poucos centímetros que os lábios não se tocaram, ficando o pedaço entre os dois. Min Woo colocou a mão por baixo e mordeu um pedaço, deixando o restante para Kim, que lá acabou por comer o bolo.

- Não sujaste as roupas? – Ele perguntou preocupado.

Kim verificou. - Não.

- Nee, desculpa se provoquei este embaraço. – Min Woo pediu, sem conseguir esconder um ligeiro sorriso.

- Tudo bem… lá me fizeste ingerir mais uma carrada de calorias, mas tudo bem… lá vai a Kim para o ginásio, que remédio… - Ela queixou-se.

- Não precisas disso. – Ele voltou a frisar.

- É, continua assim que vais ver…

Os dois saíram finalmente do bar e foram em direcção à pista. Kim observou o rapaz discretamente. Agradava-lhe o facto de ele ser mais “descolado” e não um tímido inocente qualquer.

~~

Taecyeon avançou pelo corredor até ao escritório do loiro. Abriu a porta e deparou-se com a expressão entediada do colega e a rapariga com um sorriso no rosto sentada à secretária.

- Bom dia. – Cumprimentou os dois.

- Oh! – Ela levantou-se num pulo. – Agente Taecyeon oppa! Bom dia.

- Tudo bem Jihyun? – O moreno perguntou.

- Tudo bem. E contigo?

- Mais ou menos. Continuo stressado e cansado mesmo depois de ter dormido. – Coçou os olhos.

- Se quiseres eu faço-te uma massagem. – A rapariga ofereceu.

- Ele não tem tempo para isso agora! – Khun cortou-a. – Nós temos trabalho de campo para fazer agora. Diz lá o que tens a dizer ao Taec e desampara a loja.

- Nichkhun, pára com o mau humor! – O moreno repreendeu. – Eu aceito a tua massagem. – Taecyeon sorriu à rapariga, despiu o casaco e sentou-se.

- É bom? – Ela perguntou enquanto apertava os ombros dele.

- Sim… Mas, precisas de alguma coisa daqui Jihyun?

- O chefe mandou-me vir ajudar-vos com a operação de segurança da exposição do Rodin.

- Era só o que me faltava… - O loiro voltou a desabafar. – Taec, eu vou beber café, acaba lá com a festa rápido, encontramo-nos lá fora. – Nichkhun apressou-se a sair e a bater com a porta.

- Quando é que ele supera a raiva que tem de mim? – A rapariga morena perguntou, olhando para a porta.

- Quando houver uma nova promoção e ele a conseguir. – Taecyeon fechou os olhos e encostou a cabeça para trás, aproveitando os milagres que os dedos da colega faziam nos seus músculos doridos.

- Mas tu não te importas que eu trabalhe convosco, pois não? – Ela aproximou-se mais do polícia.

- Claro que não. Vais ser uma ajuda preciosa.

- Sabes que eu estou sempre disposta a ajudar-te Taec… - Ela rodou a cadeira onde o moreno estava sentado, fazendo-o ficar em frente a si. Encostou-se para a frente, ficando muito perto do rosto do rapaz. – Em tudo o que quiseres…

Taecyeon pousou as mãos na cintura da colega e puxou-a para o seu colo. Aproximou-a mais de si e, depois de lhe desviar uma mecha de cabelo do rosto, envolveu-lhe os lábios brilhantes nos seus.

~~

Miya saiu do quarto e avançou rapidamente para o quarto da dongsaeng mais velha. Sem sequer bater, apressou-se a entrar.

- Min? Estás pronta? – Perguntou ao entrar. Olhou pela morena mas não a encontrou em lado nenhum. – Min? Estás aí?

A mais velha assustou-se quando ouviu um estrondo vindo do closet de Mintae. Correu até lá e viu a morena sentada no chão com uma pilha de roupa ao lado.

- Min-ah! O que é que se passa? – Perguntou preocupada.

- Omona! – A mais nova queixou-se. – Primeiro, eu não sei o que vestir! Segundo, não encontro aqueles sapatos de salto alto pretos brilhantes!

- Eu não acredito! – Miya rolou os olhos e pegou nas mãos de Mintae para a ajudar a levantar. – Min, para quê esse drama todo com a roupa? A exposição não é hoje, vamos só encontrar o Soohyun oppa…

- Oh Miya! Tu sabes há quanto tempo é que eu não vejo o Soohyun? Há séculos! Eu não posso ir de qualquer maneira! Eu quero que ele tenha boa impressão de mim!

- Esqueci-me da tua pequena grande crush pelo Hyun oppa. – Miya riu. – Veste qualquer coisa, eu tenho a certeza que ele vai gostar de ti em qualquer trapinho! – Gozou.

- Não sejas assim Miya!

- Min, tu pareces uma adolescente que vai ao primeiro encontro, não a assassina sangue frio que és!

- Não te esqueças que o Kyu me trocou pela Jessica! Eu não quero que…

Miya não deixou a amiga continuar a frase.

- Eu ainda não acredito que tu andaste enrolada com o Kyuhyun… o Kyuhyun!

- Adiante! Eu não me quero lembrar disso agora… ou se calhar até quero… - A mais nova sorriu maldosamente.

- É, lembra-te o que ele te fez para não sentires remorsos quando lhe fizeres igual. – Miya riu e a mais nova atirou-lhe um vestido em sinal de protesto.

- Olha, veste este! É tão giro. – Miya mostrou o vestido que Mintae lhe tinha atirado. – E combina com os tais sapatos que estavas a falar e que eu vou procurar enquanto tu te vestes… rápido!

A mais nova começou a vestir-se e Miya encontrou-lhe os sapatos no meio da confusão. Depois dos arranjos, as duas conseguiram finalmente sair.

- Sabes o que é melhor Min? – A mais velha perguntou.

- Schhh… cuidado, não podemos fazer barulho! Se o Kyu nos vê…

- Aí está! – Miya continuou em voz mais alta. – Ele saiu para jantar com o Yesung.

- Tudo a favor. – Mintae sorriu enquanto abria a porta da garagem e se dirigia ao Audi branco.

Minutos mais tarde as duas chegavam ao local onde a mais nova tinha combinado com o rapaz. Um bar luxuoso no centro de Seul que funcionava por convites.

Mintae abriu a mala e mostrou o pequeno cartão vermelho e mostrou-o ao homem corpulento que se afastou da porta e as mandou entrar.

- Nunca tinha vindo aqui. – Miya comentou, enquanto observava atentamente o local. – Tu já?

- Uma ou duas vezes. – Respondeu enquanto abria caminho entre as pessoas que por ali conviviam. – Mas isto está bastante cheio hoje…

- Gosto do ambiente. – Miya começou a movimentar-se ao som da música ambiente enquanto seguia a outra pela zona das mesas.

Lá ao fundo, numa local mais afastado, onde as cadeiras davam lugar a sofás mais confortáveis, Mintae conseguiu observar o rapaz de cabelos castanhos.

Ele levantou-se quando as viu aproximar e sorriu.

- Annyeong hasseyo! – As duas cumprimentaram.

- Olá meninas! Tudo bem? Sentem-se!

- Tudo bem. – Miya respondeu à pergunta.

- Há muito tempo que não vos via… - Ele comentou. – O Kyu tem andado a ocupar-vos muito tempo, calculo.

- Calculas muito bem. – Miya tossiu, lançando um olhar à dongsaeng.

- Então o trabalho tem-vos feito bem… vocês estão… muito bonitas. – Soohyun olhou para Miya e depois para Mintae. – A última vez que te vi tinhas o cabelo tão mais curto e escuro Min… agora está mais natural… - Comentou.

- Eu tive de cortá-lo para um trabalho… mas gosto mais assim…

- Eu também.

Soohyun sorriu e Mintae fez o mesmo.

- Bem… - Miya chamou a atenção para si. – Vamos lá ao que interessa que eu tenho um compromisso a seguir.

- Não vão ficar muito tempo? – Soohyun perguntou perdendo o sorriso.

- Sou só eu. A Min pode ficar para te explicar os pormenores. – Miya olhou de relance para a amiga que a olhava com um olhar assassino. - Mas dava-me jeito definir-mos já a minha parte.

- Ok, então vamos lá. Podes começar a explicar o teu plano Min. – Soohyun pediu à mais nova.

(continua...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Seg Dez 20, 2010 9:58 pm

Ohhh o Min Woo è mesmo querido
Tão fofo quando deu à boca da Kim o bolo ^^
Amei quando o dilema da Kim por causa das calorias do bolo
Uhuhuhuhuuh um quase beijinho , pois o bolo não podia cair ne ?!?!?
Opa a Kim podia ficar com o Min Woo ele até paga pequenos almoços e tudo Cool não è mau pensado

UUUUUHHUHUHUHUU O TAEC E A JIHYUN Twisted Evil
Se fosse dar o brinco à Mintae e ficar para o chá Cool è que era fino ???
A Mintae e a Miya sim senhora , sitio chique , gajo bom à espera ... Cool

Continua Mintae sim ? ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Ter Dez 21, 2010 8:45 pm

OMO já tinha saudades disto *-*
aaaai tanto min woo num só capitulo, estou doida Very Happy ele é a coisa mais perfeita e adoravel de sempre. Eu fiquei tão querida neste capitulo xD
Qual é o segredo dele que o magoou tanto?? :O ai o quase beijinho matou-me! Os sentimentos a surgirem, meu deus, se eu nao conseguir levar isto para a frente estou bem fodida com o top. e o min woo, tadinho, mal ele sabe aquilo que eu sou u.u
I'm fucked up :O
xDD
Ui, taec no ataqueee. menino mau Cool xD
Opaaa se a jihyun é a actriz que eu estou a pensar é a coisa mais perfeita de sempree *-* ele só tem miudas perfeitas Surprised basta ser quem é xDD
Ui, gostei deste final. a min tambem foi tao adoravel com a cena da roupa xD e agora vai ficar com a sua pequena grande crush. ui, vem ai coisa Razz
continuaaa ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
PonHyunMin
Administradora
avatar

Mensagens : 954
Data de inscrição : 22/06/2010
Idade : 25
Localização : Paradise ^-^

MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   Ter Dez 21, 2010 11:46 pm

OMO~~!!! Eu tinha tantas saudades distooo *-*
Isto cada vez está melhor...agora virámo-nos todas contra o Kyu, yey xD
Omo, o Min Woo é tão querido *-* a Kim não vai conseguir matá-lo...ele está a começar a derreter-lhe o coração com o seu cavalheirismo xD
OMFG TAEC!! Que é isso com a Jihyun?? Daqui a uns tempos já não queres Jihyun nenhuma, é só Mintae *apanha*
E por falar em Mintae...sempre quero ver o que vai acontecer no fim da Miya se ir embora e deixar a Min sozinha com o Soohyun Cool

Só um aparte em relação aos últimos dois capítulos:
1º Gostei mesmo muito do meu novo colega de trabalho unnie *-* Jonghyun geek, omo~ *-*
2º Esse Chansung já anda a abusar em todos os aspectos! Merece ser castigado u.ú
Citação :
- Mas o que…? Wooooh! – Quase gritou quando sentiu uma mão num sítio perigoso. Retirou os lençóis de cima com rapidez e viu Pon com um sorriso indecente nos lábios. - Pon? O que é que estás aqui a fazer?

OMONA~~!!! Cool

E fico-me por aqui. xD

I'm lovin' this unnie *-*
Continua ^^

_________________

Out of all these people, I chose you.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfic-wonderland.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Vários Kpop] Playing With Fire   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Vários Kpop] Playing With Fire
Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Kingdom Of Fire
» Rhapsody Of Fire - "From Chaos To Eternity" (2011)
» Acessórios para amplificador (knobs, cantoneiras, alças...)
» DOCUMENTÁRIOS E BIOGRAFIA DE BAIXISTAS
» Compra em Grupo • AAP • Acessórios para Vinil • Maio de 2012

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFictions Wonderland :: FanFictions :: Kpop-
Ir para: