FanFictions Wonderland

Gostas de escrever e/ou ler FanFics? Então junta-te a nós e entra neste mundo de Kpop, Jmusic e fantasia ^-^
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps

Ir em baixo 
AutorMensagem
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    Ter Jul 26, 2011 2:56 pm

Apresentação ~~

Se quiserem ouvir alguma coisa eu sugiro:

Ou:


- Eu quero dedicar isto à @maknaee do twitter porque eu prometi que acabava a QMiMin para ela ontem e não cumpri. Sorry sorry ~~ E eu espero que este KyuMin sirva como desculpas ^^




A primeira vez que Sungmin entrou no Sapphire Blue World Hotel foi numa noite de sexta-feira, quando acompanhava o melhor amigo que o tinha convidado para assistir a um dos seus espectáculos no bar do tão reputado hotel. Kim Ryeowook era um prodígio pianista, mesmo com apenas 24 anos já era um dos melhores da sua geração. Por isso mesmo tinha sido convidado para actuar ali ao lado de outros grandes nomes da música às quartas e sextas-feiras à noite.

Sungmin ficou encantado com o ambiente à sua volta. Nunca tinha estado num sítio tão bonito e luxuoso em toda a sua vida! Ao início não conseguiu evitar sentir-se um pouco desconfortável, afinal toda a gente ali envergava fatos caríssimos, vestidos importados, jóias de valores absurdos e ele… apenas tinha umas calças de ganga velhas, uma t-shirt desbotada e um casaco esburacado. Mas Ryeowook tratou de pô-lo à vontade. Mandou-o sentar-se numa mesa perto do palco e pediu a um empregado que o servisse à vontade, o consumo ficava por sua conta.

Sungmin agradeceu a Ryeowook e desejou-lhe boa sorte antes do menor entrar para os bastidores, o espectáculo não ia demorar. Enquanto aguardava ia observado o salão do bar se encher cada vez mais de pessoas ricas e sofisticadas. Notou que algumas o olharam torto, mas resolveu ignorar. Ele tinha o direito de estar ali, era convidado especial do pianista.

Veio um empregado a perguntar-lhe o que queria beber. Sungmin reparou no sorriso simpático dele. Resolveu pedir um sumo de morango, não estava com muita disposição para beber álcool e já lhe bastavam as vezes em que tinha de beber quase obrigado. O rapaz voltou com um copo de cristal cheio de um líquido vermelho e Sungmin agradeceu, aproveitado para provar do néctar logo em seguida. Simplesmente delicioso.

Daí a pouco as luzes da sala começaram a ficar mais fracas e, em compensação, o palco escuro iluminou-se. Três rapazes entraram, curvando-se diante do público que os aplaudiu. Um deles era Ryeowook, que acenou ainda a Sungmin, antes de sentar-se diante do seu piano negro.

Os dedos magros e compridos de Ryeowook começaram a afundar-se nas teclas do piano, deixando uma melodia suave percorrer a sala. Outro dos músicos, um rapaz que envergava um saxofone, ou um trompete, ou algo que Sungmin não sabia bem identificar o que era, aproximou um microfone dos lábios e preparou-se para falar.

- Senhoras e senhores… Cho Kyuhyun. – Ele anunciou e uma enorme salva de palmas soou.

Sungmin nunca tinha ouvido aquele nome antes, mas com certeza que o tal Kyuhyun era alguém famoso.

Um rapaz alto e magro, com cabelos castanhos ondulados, elegantemente vestido de preto surgiu com um microfone na mão. Sorriu de leve antes de se sentar num banco alto no centro do palco. Ele abriu a boca e o mundo todo parou para ouvir a sua voz.

(1) Geudae du nun nareul bogo
dalkomhage usneyo
heeojideon geu nal edo
nareul bogo usneyo ~

[Your eyes looked at me and smiled sweetly
Even on the day we broke up you looked and smiled at me ~]

Sungmin apenas voltou à vida alguns minutos depois, quando a música acabou.

QUE. VOZ. ERA. AQUELA?

A sala explodiu em palmas e gritos de incentivo. O cantor agradeceu, descendo do banco para fazer uma vénia.

- Cho Kyuhyun inmida. – Apresentou-se, embora fosse totalmente dispensável. Toda a gente ali sabia quem ele era. Filho do dono e herdeiro da cadeia de hotéis Shapphire Blue World. Um jovem empresário de sucesso com uma voz de sonho. Um dos jovens mais cobiçados do país.

Toda a gente o conhecia, excepto uma pessoa: Lee Sungmin. Sungmin vivia noutro mundo completamente diferente daquele. Tinha mais com o que se preocupar do que em conhecer grandes empresários e donos de hotéis. Tinha uma mãe doente e dois irmãos menores para sustentar. Tinha dois empregos desgastantes que lhe consumiam todo o tempo e alegria de viver. Tinha a puta de uma vida miserável, um monte de sonhos desfeitos e nenhumas esperanças de melhorar!

- A próxima música, o nosso pianista, Kim Ryeowook pediu para dedicar a uma pessoa especial. – Kyuhyun falou. – Um amigo dele que está aqui hoje… o nome dele é… - Kyuhyun ficou pensativo por alguns instantes, tentando recordar-se do nome. – Lee Sungmin! – Anunciou.

Que coincidência! Quem seria o outro amigo de Ryeowook chamado Lee Sungmin? E porque é que ele nunca lhe tinha dito que tinha outro amigo com aquele nome? Realmente… as coincidências da vida… - Sungmin pensou.

- Será que o Lee Sungmin-sshi se pode levantar? – Kyuhyun pediu. – Eu gostava de saber para onde devo olhar quando estiver a cantar.

Ouviram-se algumas palmas de incentivo mas ninguém se levantou. Sungmin virou-se para trás, curioso para saber quem era o outro Lee Sungmin.

- Sungminnie hyung! – A voz do pianista soou. – Não sejas tonto. Eu só tenho um melhor amigo chamado Lee Sungmin… - Ryeowook abanou a cabeça, descrente.

As orbes negras de Sungmin viajaram até ao rapaz do piano, abrindo-se muito para o fitar, incrédulas. O menor assentiu e então a ficha de Sungmin caiu.

- Sungmin-sshi? – Kyuhyun voltou a chamar.

O mesmo apenas levantou a mão, baixando a cabeça, totalmente consumido pela vergonha. Kyuhyun que o desculpasse mas não podia pôr-se de pé naquele momento. As suas pernas estavam mais bambas do que varas verdes. Não daria bom resultado se tentasse equilibrar-se em cima delas, o mais certo era cair e partir alguma coisa que não teria como pagar nem vinte anos depois.

- Nee Sungmin-shhi, eu espero que goste da música. – Kyuhyun sorriu-lhe (embora Sungmin não visse o sorriso dele, já que encarava fervorosamente a toalha de mesa) - Chama-se “Hope is a dream that never sleeps”. Aproveitem!

Os primeiros acordes soaram e a multidão fez silêncio. As luzes voltaram a baixar, deixando apenas o palco em destaque. Sungmin foi levantando os olhos devagar, observando Kyuhyun que esperava serenamente a sua vez de cantar.

Ele fechou os olhos e aproximou o microfone dos lábios.

(2) Na oerowododoe neol saenggakhalddaen
misoga naui eolgule beonjyeo

[It doesn’t matter if I’m lonely Whenever I think of you
a smile spreads across my face]

Sungmin sentiu um arrepio por toda a extensão do seu corpo quando os seus olhos se encontraram directamente com os do cantor. Ele sorriu e continuou a cantar sem nunca desviar o olhar. Sungmin enrubesceu mas foi incapaz de desviar os olhos também. Parecia que as orbes se atraíam mutuamente, incapazes de quebrar aquele contacto.

Até que um empregado que ia levar bebidas a uma mesa atrás da de Sungmin se colocou entre os dois, quebrando o contacto tão intenso. Sungmin desviou os olhos para o tampo da mesa e Kyuhyun olhou rapidamente para o salão completamente cheio.

A multidão olhava deliciada para si mas Kyuhyun apenas queria observar uma única pessoa. Aquele que tentava agora disfarçar o nervosismo brincando com o morango que enfeitava o copo. Sungmin era tão bonito e delicado, era uma pena passar por tantas dificuldades no dia-a-dia. Era uma pena ele ter de vender-se todos os dias para conseguir comprar os medicamentos que a mãe precisava e comida para os dois irmãos mais novos.

“Eu prometo que mudo a tua vida Sungmin-ah.” Kyuhyun pensou enquanto continuava a cantar, maravilhosamente, os versos da música.

Naege sojunghaetdeon gieoksokui haengbokdeul
himdeun sigan sokeseodo deouk ddaseuhaetdeon
huimangeun naegen jamdeulji aneun kkum

[For me, the happiness of those precious memories
Will be warmer during hard times
For me, hope is a dream that never sleeps]

Sungmin mordeu o lábio inferior com força. Sentia-se derreter por dentro e começava agora ficar demasiado emocional. Mas porquê ficar assim só de ouvir aquela voz e observar o rapaz que cantava…? Não podia chorar! Já sentia os olhos húmidos mas Lee Sungmin não choraria, muito menos em público, à vista daquela gente toda.

Kyuhyun cantou a última frase e baixou o microfone, deixando-se ficar a ouvir os restantes instrumentos. Aproveitou para olhar Sungmin mais uma vez e reparou como os olhos dele estavam brilhantes. Sorriu.

Ryeowook premiu a última tecla do piano antes de se fazer silêncio na sala.

- Sungmin-sshi. – Kyuhyun chamou e o mais velho deu um salto da cadeira. – A esperança é um sonho que nunca dorme. Nunca percas a esperança que um dia tudo irá melhorar. – Sorriu no final.

As pessoas aplaudiram com afinco, algumas comentando a graciosidade das palavras do herdeiro do Sapphire Blue World Hotel. Sungmin engoliu em seco.

Cerca de uma hora depois o espectáculo acabou. Sungmin estava bastante quieto e pensativo na sua mesa e nem viu duas pessoas se aproximarem.

- Sungmin hyung? Está tudo bem?

Sungmin levantou os olhos para encarar o amigo que lhe sorria. Apercebeu-se da presença de outra pessoa ao lado de Ryeowook. Subiu com os olhos, reconhecendo as vestes negras. Os seus olhos voltaram a encontrar os do cantor.

- Sungmin hyung, eu quero que conheças o Kyuhyun. – Ryeowook falou. – Podemos fazer-te companhia?

Os dois sentaram-se à mesa, ficando o maknae sentado de frente para Sungmin.



Agora, passado precisamente um mês depois desde a primeira vez que ali estivera, Sungmin encontrava-se mais uma vez em frente da entrada principal do hotel. Transportava um grande estojo ao ombro direito e um sorriso grande nos lábios bonitos.

Avançou alguns passos em frente, aproximando-se da grande porta de vidro. O mesmo homem corpulento que o tinha olhado com desdém da primeira vez que ali entrara com Ryeowook curvava-se agora diante de um cartão com o símbolo da família Cho que lhe tinha sido emprestado e que agora ele mostrava. Sungmin não era pessoa de guardar ressentimentos e não hesitou em curvar-se diante dele também antes de transpor os vidros.

- Desculpem pelo atraso. – Sungmin apressou-se a dizer ao chegar aos bastidores do palco onde os outros músicos já estavam a dar os últimos retoques para a performance daquela noite.

- Tudo bem Sungmin-ah, não te preocupes. – Kyuhyun sorriu-lhe e foi retribuído.

O recém chegado pousou o estojo que carregava em cima de um sofá e abriu-o, tirando de lá a sua guitarra acústica. Afinou-a antes de uma rapariga baixinha lhe pedir que a deixasse passar um pouco de maquilhagem no seu rosto, apenas uma base que tirasse o excesso de brilho da sua pele imaculada.


- Sungmin hyung. – Kyuhyun chamou-o. – Eu quero pedir-te um favor.

- Claro que sim Kyu, o que é? – Sungmin olhou-o curioso.

- Eu quero que sejas tu a abrir o espectáculo de hoje.

- C-como? – Sungmin pensava que tinha ouvido aquilo mal.

No entanto, a primeira actuação da noite contou apenas com ele e a sua guitarra em palco. Todos os focos de atenção dirigidos a si. Sungmin tremeu antes de fazer a mão deslizar pelas cordas.

(3) I don’t know you but I want you all the more for that ~

Kyuhyun, escondido na penumbra do palco, tinha os olhos colados em Sungmin e o coração embalado na doce melodia que ele entoava.

Take this sinking boat and point it home
We've still got time
Raise your hopeful voice you have a choice
You'll make it now

Quando a sua actuação chegou ao fim, Sungmin foi aclamado com uma valente salva de palmas e alguns assobios motivadores. Ele curvou-se diante da sala cheia antes de se retirar para dar lugar aos músicos que iriam actuar a seguir.

As duas horas de performances chegaram ao fim num instante. Aquela era a última actuação da noite e contava com duas pessoas. Kyuhyun e Sungmin.

O mais velho entrou em palco, sentou-se no banco e ajeitou o instrumento no colo. Kyuhyun preferiu ficar de pé ao seu lado.

(4) You packed in the morning and I
Stared out the window and I
Struggled for something to say


Sungmin acabava de arrumar as suas coisas quando sentiu uma mão no seu ombro. Com o susto acabou por desequilibrar-se e tinha ido parar ao chão se não fosse um par de braços fortes a agarrar a sua cintura. Ele virou-se lentamente para encontrar o rosto de Kyuhyun a poucos centímetros do seu.

- M-mianhae… - Sussurrou, afastando-se sem jeito.

- Eu é que peço desculpa por ter-te assustado. – O mais novo disse a seguir. – Parabéns por esta noite Sungmin-sshi. Foi tudo… perfeito.

- Aish ~ pára com isso! – Sungmin sentiu as bochechas aquecerem.

- Nee Sungmin-ah… aceitas tomar uma bebida comigo?

- Agora?

- Sim, porquê? Não podes?

- C-claro que posso. Só não posso é demorar. Eu não gosto de deixar os meus irmãos sozinhos com a minha mãe à noite… pode acontecer alguma coisa.

- Hum… então podemos tomar algo mesmo aqui no bar do hotel. – O maknae propôs.

- Claro.



Os dois caminhavam lado a lado pelas ruas de Seul, ainda bastante movimentadas mesmo àquela hora tardia. Sungmin resolveu acabar com o silêncio em que haviam mergulhado à minutos atrás.

- Não devias ter vindo comigo até aqui Kyuhyun, ainda por cima a pé… é longe para voltares e…

Kyuhyun parou de repente, virando a cabeça para encarar o mais velho.

- Não gostas da minha companhia hyung?

- OMO! Não é isso, é claro que eu gosto Kyu! Gosto muito e… - Sungmin enrubesceu quando notou o que já estava a dizer. – É só que… eu não te quero incomodar. Não precisavas de acompanhar-me até casa…

- Tu não aceitaste a minha boleia de carro e eu não te deixaria vir sozinho para casa a esta hora. – Kyuhyun falou, recomeçando a andar.

- Ya! Eu é que sou o hyung! – Sungmin correu para alcançá-lo. – Eu é que tenho a obrigação de cuidar de ti!

Kyuhyun imobilizou-se novamente e sorriu a Sungmin. Um daqueles sorrisos que deixavam o mais velho completamente rendido.

- Sungmin hyung, tu já cuidas da tua mãe e dos teus irmãos. Incansavelmente. Chegou a hora de deixares alguém cuidar de ti também. – O maknae pousou uma mão sobre o ombro do mais velho.

Sungmin engoliu em seco, começando a sentir os olhos húmidos. Não sabia descrever o que sentia quando o maknae dizia aquelas coisas, quando o acarinhava daquela maneira. Não sabia como lhe agradecer tudo o que ele tinha feito por si naquele último mês. Kyuhyun tinha mudado a sua vida para melhor num espaço tão curto de tempo. Estava-lhe tão grato por tudo.

Sungmin não aguentou mais guardar aquilo para si e finalmente explodiu. Num segundo já estava colado ao tronco do mais novo, rodeando-o com os seus braços.

- Kamsahamnida Kyuhyun-ah. – Disse trémulo. – Obrigado por tudo o que fizeste por mim neste último mês. Eu não sei como te agradecer por tudo. Pelo emprego no teu hotel, pelo salário tão grande que me permite comprar medicamentos melhores para a minha mãe e dar uma melhor qualidade de vida aos meus irmãos. Obrigado por confiares em mim, pelo teu carinho, pela tua compreensão… tu ajudas-me sempre e tiras-me das piores situações. Eu não mereço tanto Kyu, tu és um anjo na minha vida e eu nunca irei ser capaz de te retribuir tudo isto Kyuhy- - O enorme discurso foi interrompido quando Sungmin se sentiu ser apertado ainda mais contra o peito do mais novo.

- Schhh Sungmin-ah…

- A sério Kyu… deixa-me acabar, eu tenho de te agradecer e…

- Tu queres mesmo agradecer-me? – Kyuhyun folgou um pouco os braços à volta de Sungmin, permitindo-o afastar-se um pouco e olhá-lo.

- Ne.

- Então deixa-me continuar a cuidar de ti para sempre.

- O quê?

- Sungmin-ah.

- Hm?

- Eu gosto de ti.

Kyuhyun acabou de falar e trouxe Sungmin para mais perto de si novamente, rodeando-lhe a cintura com os braços. O mais velho arregalou os olhos ao ver-se tão perto do rosto dele, podia mesmo sentir a ponta do nariz dele tocar na sua. Kyuhyun inclinou a cabeça para o lado e um pouco para a frente, roçando suavemente com os lábios nos do hyung. Sungmin ia para dizer alguma coisa, mas apenas um ligeiro ofego saiu dos seus lábios antes dos de Kyuhyun os bloquearem. Sungmin fechou os olhos, deixando-se mergulhar naquela sensação tão boa. Por muito que já tivesse beijado na vida – era parte das suas funções num dos empregos anteriores – era a primeira vez que sentia um formigueiro no estômago, o coração descompassado, tremores e… um toque tão cheio carinho, paz, doçura, protecção… amor.

(2) [My heart is towards you forever.
So I swallowed the hurt and grief.
I’ll only show you my smiling form.
It doesn’t even hurt now.
I’ll always hold on to the dreams I want to fulfill with you
I’ll try to call for you at the place I cannot reach
I love you with all my heart.]


Fim ~

Se quiserem ouvir as músicas em questão, elas estão no tópico da apresentação, postadas por ordem como apareceram aqui.

(1) - Kyuhyun - Smile
(2) - Kyuhyun - Hope is a dream that never sleeps
(3) - Sungmin ver. - Falling Slowly
(4) - Sunfmin ver. - Just when I needed you most

Hope you liked it ~^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    Ter Jul 26, 2011 11:39 pm

OMO! Adorei! Eu amo lamechice! Aigo que eles são tão cutes!

Enquanto lia só me apetecia chorar! Foi tão cute! Tadinho do Minnie oppa! Cuidar de uma familia não deve ser nada facil e ainda para mais se a mãe está doente.
O Kyu foi mesmo um anjo na sua vida!

Min tens de continuar a escrever mais Kyumin! Eu quero continuar a ler estes romances tão fofinhos!
Adorei as músicas! Nem as conhecia!

Continua Min *.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    Sab Jul 30, 2011 7:16 pm

Ooohhh derreti agora
Pobre Sungmin . Quando li aquela parte da vida dele só consegui dizer "oohhhh"
Enfim
O Kyu é um anjinho da guarda .

Amei as musicas

Escreve mais Mintae *_*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    Dom Jul 31, 2011 8:24 pm

Nhai, que bom que gostaram meninas *-*

Nee, eu vou continuar a escrever KyuMin e bastante lamechice, cause I love that *-*

As músicas são bonitas e a voz do Kyu a cantar aquilo eu nem comento porque nem vale a pena. Tudo o que ele canta feels like heaven ~Kyu's voice is my weakness ~*-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    Seg Ago 01, 2011 2:41 am

omooo eu amo tanto quando escreves estes AUs (alternative universe :p) de kyumin. arranjas sempre historias tão lindas e intensas.
ai nem sei o que dizer. que perfeição. o sungmin é a coisa mais fofa de sempre e sem dúvida que o kyu é um anjo.
Ah e adorei a reacção do sungmin quando ouviu a kyu começar a cantar. Ya, eu também tenho essa reacção sempre que o oiço x'DD
Ele podia ser a cena mais irritante e horrivel de sempre que eu acabar por me apaixonar só de ouvir aquela voz *-* mas não... Lindo, sexy, malvado, adoravel e com uma voz daquelas... omo to much for me xD
Sungmin, you're lucky :3 e o kyuhyun tambem é sem dúvida <3
ai são mesmo casal perfeito *-* escreve mais disto!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Super Junior] (KyuMin) - Hope is a dream that never sleeps
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Regis Tadeu comenta a agenda de shows de novembro
» RTP Portugueses no Mundo- Coreia do Sul
» Quem Gostavas de ver em Portugal?
» Ns Yoon G ou Ns Yoon Ji
» Super Junior's Leeteuk And SHINee's Onew In Cosmopolitan Korea

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFictions Wonderland :: FanFictions :: Kpop :: FanFictions Acabadas-
Ir para: