FanFictions Wonderland

Gostas de escrever e/ou ler FanFics? Então junta-te a nós e entra neste mundo de Kpop, Jmusic e fantasia ^-^
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Sex Jul 09, 2010 10:15 pm




Título: Boom Boom (KyuMin version)
Arquivo: Bonamana Challenge
Pairing: Kyuhyun x Sungmin / Menção de Yewook
Classificação: + 18
Género: Yaoi, Romance, Lime
Autora: MinTae/ Marta
Considerações: Eles não me pertencem e não pretendo lucrar nada com a fic.
Sinopse: "Do lado esquerdo situava-se o balcão, de onde três empregados serviam as bebidas que os restantes funcionários se encarregavam de levar às mesas. Do lado contrário as casas de banho e umas escadas que levavam até ao piso superior onde, provavelmente, haveriam espaços mais resguardados para clientes que quisessem um pouco de privacidade.

- Eu não acredito que vocês me trouxeram para um bordel! – Kyuhyun queixou-se.

- Isto não é um bordel! – Yesung logo defendeu.

- É bem melhor do que isso… - Kangin completou com um sorriso maroto nos lábios."


Notas: Esta é a primeira versão de "Boom Boom" haverá outra, focada noutro casal, que está em fase de produção...
Ficou enorme (esta música é uma inspiração tremenda).

Eu ainda não acredito que corrompi as minhas crianças inocentes (Sungmin e Ryeowook) desta maneira...

**


Assim que saiu do carro e olhou o edifício à sua frente, Kyuhyun jurou para si mesmo que aquela era a última vez que, por se sentir entediado, havia ligado aos seus hyungs Yesung, Kangin e Shindong para pedir para sair com eles.

Ele já sabia o quão duvidosos os amigos podiam ser, mas mesmo assim resolveu arriscar e agora tinha de aguentar as consequências.

Yesung e Kangin, principalmente, estavam muito entusiasmados, riam e falavam alto enquanto se dirigiam para o interior do estabelecimento. Shindong que estava mais atrás com o maknae colocou-lhe a mão sobre o ombro.

- Vais ver que te vais divertir…

- Claro! – Kyuhyun rolou os olhos, fazendo Shindong rir.

- Boa noite, sejam bem vindos. – Uma mulher cumprimentou à entrada. Era alta e loira, com uns lábios grossos que saltavam mais à vista à conta do batom vermelho brilhante. Até que era bonita, na opinião de Kyuhyun. Desceu rapidamente os olhos, contemplando as pernas dela, longas, que saiam da saia curtíssima e justa.

Pôde notar que Shindong também as estava a observar e depois uma troca estranha de olhares ente o hyung e aquela rapariga.

Quando se preparava para questionar o mais velho acerca daquele estanho sinal entre ele e a loira, foi impedido ao deparar-se com o local onde acabava de entrar.

Era uma sala ampla, escura, apenas com uma fraca iluminação de cor que variava entre vermelho e laranja. Pairava fumo proveniente dos cigarros e da shisha, que muitos clientes consumiam.

Pequenas mesas redondas estavam espalhadas, deixando apenas um espaço, um pouco mais alto (provavelmente serviria de palco para algum espectáculo). Cada mesa tinha uma toalha vermelha e quatro velas serviam de decoração.

Do lado esquerdo situava-se o balcão, de onde três empregados serviam as bebidas que os restantes funcionários se encarregavam de levar às mesas. Do lado contrário as casas de banho e umas escadas que levavam até ao piso superior onde, provavelmente, haveriam espaços mais resguardados para clientes que quisessem um pouco de privacidade.

- Eu não acredito que vocês me trouxeram para um bordel! – Kyuhyun queixou-se.

- Isto não é um bordel! – Yesung logo defendeu.

- É bem melhor do que isso… - Kangin completou com um sorriso maroto nos lábios.

- Meu Deus… - O mais novo desabafou.

- Enganámo-nos e trouxemos o Siwon? – Shindong brincou.

- Vá, vamo-nos sentar. – Kangin dirigiu-se a uma das mesas e os outros seguiram-no, Shindong arrastando Kyuhyun pelo braço.

Assim que se sentaram, um forte cheiro a chocolate invadiu as narinas dos quatro. O aroma provinha das velas da mesa.

- Olá. – Uma voz um tanto aguda cumprimentou atrás do maknae. – Vão querer beber o quê? – Simpaticamente perguntou.

Kyuhyun virou-se para encarar o empregado e deparou-se com um rapaz que aparentava ter mais ou menos a sua idade. Compunham o seu uniforme de trabalho uns mini calções pretos e um laço no pescoço. Mais nada. Mas assentavam-lhe bem no corpo magro e definido.

- Traga-nos quatro vodkas puras e uma shisha de morango por favor. – Kangin pediu.

- Certo. É para já.

O rapaz afastou-se. Kyuhyun seguiu-o com o olhar, e não foi o único. Yesung sorria e mordia o lábio inferior.

Depois uma rapariga morena passou junto da mesa dos quatro. Kangin aproveitou a oportunidade para meter conversa com ela, mas logo ela se afastou.

- Então, nada? – Shindong perguntou, já rindo.

- Já tem companhia para esta noite… bolas! Mas eu ainda hei de consegui-la.

- Com licença. – O rapazinho voltou novamente, trazendo os pedidos. Pousou um copo na frente de cada um e a shisha no centro da mesa. Acendeu-a e deu o primeiro trago, entregando depois a pequena mangueira por onde aspirou o fumo a Yesung. – Espero que aproveitem a noite. Qualquer coisa que precisem é só chamar. – Disse antes de se afastar e piscar o olho a Yesung, que retribuiu com um arquear de sobrancelha.

A meio do caminho, foi abordado por um rapaz mais ou menos da sua altura, mas este, ao contrário dos outros, estava vestido. Calças pretas de vinil, que lhe acentuavam bem o rabo e as pernas definidas e camisa branca. O rapaz disse alguma coisa ao empregado e este correu para as traseiras do palco.

Na mesa, três dos quatro rapazes já tinham finalizado o seu copo, apenas Kyuhyun mantinha o seu meio.

- Então Kyu? – Yesung chamou a atenção do maknae, que estava focada numa pessoa de costas no bar.

- Hmm… - Ele apenas murmurou.

- Toma. – Shindong estendeu-lhe a shisha, era a sua vez de fumar. Kyuhyun deu um trago longo, expirando o fumo logo de seguida.

De repente as luzes apagaram-se, ficando a sala momentaneamente iluminada apenas pelas velas. Quando voltou a haver luz, ela já era tem tons de azul e roxo. Dois holofotes do palco acenderam-se, fazendo todos os clientes desviarem a sua atenção para lá.

Do meio dos véus, surgiram duas raparigas. Lingerie prateada, sapatos de salto agulha da mesma cor. Começaram a mover os corpos sensualmente à medida que o ritmo da música assim o indicava. Passaram alguns instantes, Kyuhyun aborreceu-se de as ver a fazer sempre a mesma coisa. Ofereceu-se para ir ao bar buscar mais bebidas para os quatro.

Quando já estava próximo do balcão, um outro cliente levantou-se e, sem querer, deu-lhe um empurrão que, por sua vez, o fez ir contra alguém que estava encostado à bancada de mármore.

- Desculpe. – Pediu, curvando-se à frente da pessoa.

- Não faz mal.

Os olhos de Kyuhyun subiram lentamente, observando cada centímetro daquele corpo. Pernas grossas apertadas por calças de vinil negras, uma camisa branca com dois botões desapertados, pele branca, cabelo preto, curto, lábios corados, molhados da bebida, olhos delineados de preto. Era o tal rapaz que falara com o empregado que os serviu.

- Hannie! Um pano, por favor! – O rapaz pediu. A empregada voltou com um pano que ele agarrou e limpou a bancada, onde tinha derramado a bebida que segurava na mão esquerda.

- Se… quiser eu posso pagar-lhe outra bebida. – Kyuhyun ofereceu.

- Não é preciso, não se incomode. – O rapaz virou-se para a empregada novamente. – Obrigado Hannie, love.

Afastou-se. Kyuhyun não conseguiu deixar de segui-lo com os olhos, até que ele se sentou numa mesa sozinho e concentrou-se no espectáculo que as duas raparigas ainda davam no palco.

- Pois não, o que deseja? – A voz da rapariga atrás do balcão trouxe Kyuhyun de volta ao mundo real.

- Quatro vodkas.

- Pode sentar-se, o empregado leva.

- Obrigado.

Kyuhyun regressou à mesa. Sentou-se.

- Então, o que é que tu e o Lee Júnior estavam a conversar? – Kangin perguntou, sem desviar os olhos do palco.

- Quem? – Kyuhyun não percebeu.

- O filho do Sr. Lee, o dono do bar. – Shindong esclareceu.

- Ah, nada de especial. Eu derramei-lhe a bebida, sem querer.

- Sempre o mesmo desastrado, Kyuhyunnie.

- Não me chames Kyuhyunnie!

- Shiu, vocês! – Yesung manifestou-se. – Eu quero ver aquilo em paz!

Um empregado aproximou-se com as bebidas.

Kyuhyun bebeu logo um gole da sua, e aproveitou que a shisha fora esquecida pelos outros para se encarregar dela.

Deu uma olhadela rápida na direcção da mesa onde o tal filho do dono do bar se tinha ido sentar.

Ele continuava sozinho, fumava um cigarro. Kyuhyun questionou-se o porquê de um rapaz tão atraente e importante não ter ninguém a fazer-lhe companhia. Talvez ele estivesse a supervisionar o ambiente, afinal o negócio também era seu. Mesmo assim…

Sungmin levou o cigarro que tinha entre os dedos aos lábios, sem nunca descolar os olhos do palco. Inspirou com força, fazendo a ponta do cigarro se tornar mais cor de laranja. Então a cabeça moveu-se um pouco para a direita, na direcção de onde Kyuhyun o observava. Inclinou a cabeça para trás, mantendo os olhos fixos no mais novo e expirou o fumo. Os lábios entreabriram-se de leve perante a formação de um ligeiro sorriso.

- Hey! Cho Kyuhyun! Não fumes isso tudo, então? – Kangin puxou a mangueira para si e chupou o fumo.

As luzes voltaram a apagar-se, para depois se acenderem, azuis. Os holofotes piscaram intermitentes por alguns instantes até uma terceira pessoa entrar no palco. Depois de muito observar, Kyuhyun reconheceu trata-se do rapaz que os tinha atendido quando chegaram.

Continuava com os calções pretos, justinhos. O laço tinha substituído por uma espécie de coleira prateada. Ele posicionou-se entre as duas raparigas que já seguravam um pedaço de couro negro cada uma.

O rapaz encostou-se a uma fina barra de metal, inclinou a cabeça para trás e fechou os olhos. As raparigas encostaram-se a ele e prenderam as tiras de couro à coleira de Ryeowook, enquanto este deslizava cada mão pelas costas de cada uma delas.

Aquela cena parecia interessar muito mais aos clientes do bar, do que a anterior com apenas as raparigas. Até Kyuhyun àquela altura ainda não tinha despregado os olhos do palco. Mas acabou por fazê-lo ao sentir-se ligeiramente observado.
Instintivamente virou a cabeça na direcção da mesa de Sungmin, cruzando os olhos com os dele, que brilhavam cheios de luxúria.

Kyuhyun ajeitou-se melhor na cadeira, começou a sentir-se ligeiramente desconfortável. Respirou fundo.

Uma das empregadas aproximou-se da mesa do filho do dono do bar com um copo cheio de um líquido vermelho vivo numa mão e um pequeno prato com qualquer coisa que Kyuhyun não conseguiu identificar na outra. Afastou-se após pousar ambas as coisas em cima da mesa.

Sungmin bebeu um gole do copo de cristal enquanto Kyuhyun voltou a olhar para ele e viu-o levar aos lábios um pedaço do que parecia ser um bombom. Trincou o chocolate, fazendo o licor do seu interior escorrer pelo canto do lábio. A língua recolheu o doce, deslizando sobre os lábios rosados do rapaz.

Kyuhyun sentiu um estranho calor invadir o seu corpo. Levantou-se, aconchegando melhor o tecido das calças nas pernas.

- O que foi? – Shindong virou-se para ele, perguntado.

- Vou à casa de banho. – Rapidamente virou costas ao amigo, que continuou a prestar atenção ao palco, onde agora as duas raparigas encenavam uma espécie de tortura ao rapaz, amarrado à barra de metal.

Kyuhyun andou tão depressa que nem reparou que estava a ser seguido.

Ao contrário da grande sala, aquele espaço estava iluminado e predominava a cor branca nos azulejos. Kyuhyun debruçou-se sobre o lavatório e abriu a torneira.

Lavou as mãos, levando um pouco de água ao rosto, corado e quente.

Porque apenas de observar aquela pessoa ficava assim? Aliás, porque é que não parava de observar o maldito filho do dono do bar?

- Mas que merda Kyuhyun! – Queixou-se de si próprio.

Ainda se ele fosse um cliente, porque não? Não fora por isso que estavam ali? Mas o filho do Sr. Lee era impossível!

- Como é que eu consigo o impossível? – Perguntou ao seu reflexo no espelho.

- Conseguindo. – Uma voz respondeu. Não era o espelho. Kyuhyun virou-se rapidamente para trás. Sentado sobre a bancada dos lavatórios da parede contrária estava Lee Sungmin, filho do dono daquele bar. – Talvez o impossível nem seja assim tão impossível…

Kyuhyun sentiu o coração acelerar e o seu calor aumentar. Não o tinha visto entrar.

Sungmin levantou-se e caminhou lentamente na sua direcção.

- Precisas de ajuda? – Perguntou com um sorriso estranho nos lábios.

- Por acaso… acho que sim. – Kyuhyun respondeu, deixando-se levar na conversa do outro.

- O nosso lema aqui é servir ao máximo os nossos clientes… por isso…

Sungmin não acabou a frase. Em milésimos de segundo as suas costas batiam com violência contra a parede. A boca era invadida com precisão e necessidade.

- Lee Sungmin também serve os clientes? – Kyuhyun perguntou, afastando-se o suficiente para conseguir articular as palavras.

- Se não for eu a cuidar dos meus negócios, quem será?

- Então quer dizer que asseguras a qualidade dos serviços.

- Nunca ninguém se queixou…

Kyuhyun riu. Pegou Sungmin pela cintura, fazendo-o sentar-se na bancada. Encaixou-se no meio das suas pernas abertas e atacou novamente os lábios do menor.

- Espera! – Sungmin empurrou Kyuhyun, afastando-o de si. – Aqui não. Pode entrar alguém… e eu tenho a minha reputação para preservar… - Ele disse, com a maior das seriedades. – Eu vou sair, tu contas a até cinco e sais. Vais-me seguir, ok?

Kyuhyun permaneceu calado, apenas deu espaço para que Sungmin se levantasse e caminhasse até à porta.

Como aquelas calças de vinil assentavam bem no mais velho. Realçavam-lhe as pernas e a parte traseira, bem firme e comprimida contra o tecido.

Passados os cinco segundos que Sungmin indicou, Kyuhyun saiu, seguindo à distância de seis ou sete passos o mais velho.

Subiram as escadas que levavam ao piso superior e atravessaram todo o corredor. Encontraram por ali alguns clientes. À porta do 6 um homem já de idade estava acompanhado por uma jovem que não devia ter mais de 25 anos. Tentavam destrancar a porta no meio de risos altos. À porta do 9 dois rapazes conversavam com intimidade. Um cliente e um empregado.

Chegaram então à porta do 13. Ao contrário dos outros que abriam com a chave, aquele apenas a impressão digital do polegar esquerdo de Sungmin reconhecia.

- Uau… - Kyuhyun comentou. Sungmin sorriu, puxando o braço do mais novo, fazendo-o entrar.

O quarto era grande e amplo. Uma cama enorme, quadrada. A colcha era cor de rosa, assim como um dos cortinados que caiam sobre a janela. De um lado, uma secretária cheia de papéis e um computador portátil desligado. Do lado contrário o armário, a porta de acesso à casa de banho e uma espécie de mini bar com algumas garrafas. Televisão, sistema de som, filmes, livros, almofadas.

Até que o quarto era acolhedor, mas Kyuhyun não teve muito tempo para se prender na decoração do espaço.

Duas mãos no seu peito fizeram-no recuar até cair sobre a cama. Um corpo sobre o seu. A sua camisa a ser aberta e os lábios de Sungmin no seu pescoço.

As mãos de Kyuhyun a deslizar sobre as costas do mais velho. Apalpões nas suas coxas.

Um quadril contra o outro. Dois membros friccionados. Gemidos e sussurros.

Sungmin impediu a sua língua de brincar com o lóbulo da orelha do mais novo. Afastou-se, sentando-se sobre os joelhos dele.

Quase que arrancou os botões da camisa negra de Kyuhyun com a pressa de a abrir. Desapertou-lhe o cinto e logo depois o botão e fecho das calças, fazendo a peça de roupa descer pelas pernas torneadas.

Kyuhyun nunca chegou a saber de onde surgiu aquele bombom que Sungmin segurava entre dois dedos da mão esquerda. Inclinou-se sobre o peito de Kyuhyun e trincou o chocolate. Propositadamente deixou que o licor do interior se derramasse sobre o tórax do mais novo.

- Ops… Deixa-me limpar este pequeno acidente… - Sungmin baixou a cabeça, de modo a conseguir chegar com a boca à pele branca do outro. Começou a lamber o líquido transparente que jazia próximo de um dos mamilos de Kyuhyun. Aproveitou a deixa para mordiscar a área envolvente.

Kyuhyun puxou os cabelos negros do menor, fazendo-o subir os lábios até ao alcance dos seus. O sabor doce do chocolate e do licor misturou-se entre os dois.

Kyuhyun impulsionou o corpo, dando meia volta. Ficou agora por cima de Sungmin. De uma forma mais ou menos bruta, arrancou-lhe a camisa do corpo. Não teve a mesma facilidade com as calças justas que teimavam em não ceder, mas aí o mais velho ajudou. O membro duro de Sungmin ficou ocultado apenas pelo fino pedaço de tecido que eram os seus boxers. Kyuhyun apressou-se a encaminhar para lá uma das mãos.

- Não precisamos disto, pois não? – Perguntou, com a sua voz profunda ligeiramente embargada.

- Não. – Sungmin respondeu com dificuldade perante os toques que recebia no local. – Nem disto! – O mais velho apertou o membro de Kyuhyun por cima dos boxers em resposta, fazendo-o gemer.

***

- Cho Kyuhyun, onde é que tu te meteste? – Shindong gritou assim que viu o maknae se aproximar. – Procuramos-te em todo o lado!

- Eu estava por aí… - Kyuhyun disse simples.

- Por aí? – Foi a vez de Kangin.

- Sim, por aí. E o Yesung? – Kyuhyun tentou mudar o assunto.

Os dois rapazes riram.

- Foi gentilmente convidado pela estrela do bar para conhecer o seu camarim. – Shindong disse.

Kangin observou Sungmin sentado ao balcão.

- Estranho… Shindong, tu chegaste a ver o filho do Lee durante a ausência do Kyu-Kyu?

- Não. Desapareceram os dois.

- Cho Kyuhyun, não tens nada para nos contar?

- Ora hyungs! Não me digam que acham que eu e o Sungmin hyung…?

- Tu é que estás a dizer.

- Eu digo que me vou embora… e não preciso de boleia até casa.

Kyuhyun afastou-se sem dizer mais nada. Kangin e Shindong viram Lee Sungmin se aproximar do maknae, que lhe colocou o braço sobre o ombro. Deixaram o bar.

Kangin e Shindong suspiraram os dois ao mesmo tempo.

- Sobramos. – Shindong comentou.

- Uma bebida? – Kangin propôs.

- Já que não nos resta mais nada, que venha a bebida.

Kangin esticou o braço, chamando um empregado.


Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Sab Jul 10, 2010 6:25 pm

AHAH juro que delirei com isto! *____*
que lindo xD realmente aqueles gajos nao sao de confiar para a diversão xD
coitadinho do Ryeowook a ser castigado xD

- Eu não acredito que vocês me trouxeram para um bordel! – Kyuhyun queixou-se.

- Isto não é um bordel! – Yesung logo defendeu.

- É bem melhor do que isso… - Kangin completou com um sorriso maroto nos lábios.

- Meu Deus… - O mais novo desabafou.

- Enganámo-nos e trouxemos o Siwon? – Shindong brincou.

ahahah meu deus nem sabes o que me ri com isto! xDDD aquele kangin xD na parte do siwon saltei da cadeira e quase cai no chão a rir xD tadinho do meu siwonie Razz

ai a serio está mesmo lindo, gostei imenso de toda a situação.
Os heteros não se safam coitados xD kangin é deixado plantado. É o que faz ter muita conversa... xD
quero a segunda parte Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Sab Jul 10, 2010 6:56 pm

Aww thanks kim ^^ Fico feliz que tenhas gostado *-*
Eu escolhi-os mesmo por achar que eles não são muito de confiança e iam aprontar logo com o Kyuhyunnie xD
Não resisti em ser mázinha para o Siwon e fazer o Shindong mandar o comentário Razz

Ainda bem que gostaste ^^
Segunda parte em desenvolvimento...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
PonHyunMin
Administradora
avatar

Mensagens : 954
Data de inscrição : 22/06/2010
Idade : 25
Localização : Paradise ^-^

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Seg Jul 12, 2010 2:10 pm

Só agora é que reparei que estava aqui esta FanFic escondida e que eu ainda não a tinha lido D= Ainda por cima é uma das melhores Cool
Gostei imenso ^^
A personalidade do Sungmin fascinou-me de uma maneira que nem sei...tão mesterioso e ao mesmo tempo sensual...é apetecivel xD *apanha*
E só o facto de tudo ter passado num bordel ainda apimenta mais as coisas XD
Gostei, gostei...umas das minhas preferidas!
Fico à espera da próxima ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfic-wonderland.forumeiros.com
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Seg Jul 12, 2010 9:27 pm

Awww ainda bem que gostaste ^^
O Minnie é fascinante *-* Eu gostei de descrever as cenas dele... normalmente (se bem que agora está a mudar um bocadinho) ele é mais a imagem de fofura... mas eu gosto desta faceta mais misteriosa dele *-*
Eu andava a sonhar em escrever algum num ambiente assim XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
PonHyunMin
Administradora
avatar

Mensagens : 954
Data de inscrição : 22/06/2010
Idade : 25
Localização : Paradise ^-^

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Seg Jul 12, 2010 10:16 pm

Eu também gosto desta faceta dele T.T Embora também gostasse de ver uma faceta assim mais séria e misteriosa do Kyu *imaginando*
Eu acho que gosto de tudo basicamente xD
Eu gostei bastante do ambiente ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fanfic-wonderland.forumeiros.com
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Sex Jul 16, 2010 5:38 pm

awesome ^^
Marta tu ja sabes que eu adoro a tua escrita
o Kyuhyun estava todo resmungao mas ainda ficou a ganhar no bordel
concordo com a Pon o ambiente ficou espetacular e hot ao mesmo tempo
escreve mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   Sex Jul 16, 2010 7:31 pm

Obrigada LaLa ^^ Ainda bem que gostaste *-*
Ele só se queixou antes de ter o proveito xD
Adoro ambientes dark e misteriosos *-* xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[SuJu] (Bonamana Challenge) Boom Boom (versão I)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Documentario sobre as gravacoes de bx no novo Album do JQ Funky Funky Boom Boom
» Key - Why?
» Água de Beber (Versão Funk-Fretless-Reverb)
» Dicas de um equipamento versátil para um leigo no assunto
» TH EM VERSÃO FEMININA

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFictions Wonderland :: FanFictions :: Kpop :: FanFictions Acabadas-
Ir para: